MENU

10/06/2021 às 18h56min - Atualizada em 10/06/2021 às 18h56min

Vereadores destacam a importância das igrejas neste momento de pandemia

Sidney Rodrigues
ASSIMP
Foto: Fábio Barbosa
  
Na ordem do dia desta quinta-feira (10), aconteceu única discussão e votação do Projeto de Lei Ordinária nº 09/2021, de autoria de mais de 1/3 dos vereadores, que “Estabelece as igrejas e os templos de qualquer culto como atividade essencial em períodos de calamidade pública no município de Imperatriz”.

Em tempos de pandemia, quando muitos vem sofrendo com problemas depressivos, os pastores, padres, líderes religiosos em geral, tem feito acompanhamentos psicológicos e emocionais. Ajudando essencialmente quem perdeu trabalho, estão sem alimento e vem sendo auxiliados com cestas básicas. Esses líderes, hoje são psicólogos, são pais, psiquiatras, são conselheiros e prestam um serviço mental de apoio a todos que estão abalados psíquica, espiritual e emocionalmente, dando o apoio que alguns não encontram nem em suas famílias.

As igrejas são locais de tratamento. São hospitais espirituais, emocionais, psicológicos, lutando contra as calamidades de saúde, dependência de drogas, contra a fome, o desemprego e as necessidades diversas. Muita gente está com a vida parada, não conseguem retomar o rumo das coisas, estão perdidas e somente algo essencial como Deus, pode combater este mal terrível que vem assolando nosso planeta e deixará sequelas eternas.

“Independente do culto, padres, pastores, obreiros, missionários, bispos, tem seu papel importante para dar o direcionamento e o conforto para quem passa por esse momento de dificuldade, e que afeta também os profissionais de saúde, que estão na linha de frente no combate a essa praga. Algo que só o evangelho pode dar”, disse o Presidente Alberto Sousa.

Desde que a pandemia começou, todas as religiões nunca foram tão necessárias. Pessoas que perderam vários membros da mesma família e as igrejas se tornaram refúgio para acalmar a alma e acalentar os corações. Centros religiosos foram fechados e outros até proibidos de darem socorro espiritual. Muitos problemas a medicina não está conseguindo resolver, por isso agora os locais de oração são tão importantes.

É do entendimento de todo o plenário que se transforme a atividade religiosa em essencial neste momento, o que se refletiu na votação unanime por parte dos vereadores. De acordo com o projeto, as igrejas continuarão seguindo os protocolos, só não poderão ser fechadas, mesmo que seja mantendo um número mínimo de atendimento, dando o apoio psicológico aos abalados, fazendo a função vital de manter o equilíbrio para quem se encontra em desespero através de aconselhamento e ações sociais.

O Projeto de Lei engloba todas as igrejas, de todas as denominações e reconhece o papel primordial deste trabalho na luta contra todos os males que vem no rastro da covid-19. A proposta foi aprovada e segue para o executivo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...