MENU

16/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 16/03/2021 às 00h00min

Brasil tem 562 milhões de doses de vacina contratadas em 2021

Em coletiva de imprensa na tarde de hoje, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que há tratativas do presidente Jair Bolsonaro para reorganizar a pasta.

Jonas Valente/Repórter da Agência Brasil/Brasília
Agência Brasil
Segundo ministro, presidente Bolsonaro pretende reorganizar pasta - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
   
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, realizou ontem (15) uma reunião de balanço das ações do Ministério da Saúde no combate à pandemia de covid-19.

De acordo com o ministro, o governo federal já viabilizou a compra de vacinas de 10 fornecedores diferentes. Segundo os dados apresentados, o país contará com 562 milhões de doses até o final de 2021. Pazuello frisou, entretanto, que há chances de que nem todos os laboratórios cumpram os prazos estabelecidos.

Ainda de acordo com o ministro, o Brasil busca maneiras de produzir o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) nacionalmente. 

Butantan

O Instituto Butantan entregou ontem (15) ao Ministério da Saúde mais 3,3 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus. Ao todo, já foram fornecidos 20,6 milhões de doses do imunizante CoronaVac, desenvolvido em parceria com laboratório chinês Sinovac, para serem distribuídas a todas as regiões do país, por meio do Programa Nacional de Imunizações.

Pelo cronograma apresentado pelo Butantan, na próxima quarta-feira (17), deve ser enviada mais uma remessa com 2 milhões de vacinas e, até o fim do mês, o instituto prevê fornecer um total de 22,6 milhões de doses. Até o fim de abril, a previsão é que tenham sido entregues 46 milhões de doses, conforme o contrato com o governo federal. 

De acordo com o Butantan, a produção da vacina foi acelerada e o quadro de funcionários responsáveis pelo envase do produto foi dobrado.
   

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...