MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
13/10/2022 às 14h59min - Atualizada em 14/10/2022 às 00h00min

Quais perigos estou correndo com meu smartphone desatualizado? Kaspersky explica

Dispositivos móveis antigos deixam de receber atualizações e abrem brechas no sistema operacional que podem ser exploradas por cibercriminosos

SALA DA NOTÍCIA Kaspersky

O tempo médio do brasileiro com um smartphone é de 2 anos e 9 meses, segundo pesquisa realizada em julho deste ano. Entretanto, com o decorrer do tempo, alguns aparelhos param de receber as atualizações no sistema operacional, comprometendo a segurança do dispositivo, deixando-o mais vulnerável e passível de ataques criminosos. Entenda os riscos e como se precaver, de acordo com os especialistas da Kaspersky.

Os smartphones param de atualizar o sistema operacional e lançar patches de segurança com frequência após um período – o que dificulta a correção de vulnerabilidades dos celulares. Além disso, tanto os aparelhos no sistema operacional iOS, quanto Android, não conseguem receber atualizações automáticas se estão com pouco armazenamento obrigando que a mesma seja feita de forma manual. No entanto, uma pesquisa da associação norte-americana de profissionais deTI apontou que 98% das pessoas não atualizam seus softwares, sejam do celular ou do computador.

Os ataques a smartphones continuam sendo uma ameaça real, inclusive com malware ativos em lojas oficiais de aplicativos, por exemplo. Um celular desatualizado torna os usuários mais exposto a essas tentativas de fraudes, golpes ou mesmo um problema interno, podendo fazer com que o aparelho perca informações.

Caso tenha notado que o celular antigo precisa ser descartado, tome cuidado. Um estudo recente da Kaspersky mostra que 90% dos dispositivos jogados fora ainda contém informações confidenciais como fotos, vídeos, dados bancários e documentos, colocando os donos dos aparelhos em perigo caso esses dados caíam em mãos erradas.

É importante frisar que a ideia principal de atualizações também é corrigir bugs anteriores e manter o smartphone seguro. Quando o dispositivo não pode ser atualizado, toda a segurança do aparelho fica comprometida, visto que as ameaças se renovam e precisam de novas barreiras para serem combatidas. Nesse sentido, o cliente precisa ter em mente o cuidado extra com o que acessa ou clica no celular, além de redobrar a necessidade de ferramentas de cibersegurança que possam protegê-lo”, comenta Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky para a América Latina.

Confira algumas dicas elaboradas pela Kaspersky para ajudar na segurança dos smartphones e garantir um descarte correto dos aparelhos:

  • Procure manter seu celular sempre atualizado. Caso esteja sem memória, procure por aplicativos que estão sem uso e os delete. Isso faz com que ele fique menos lento e sobre espaço para a atualização;
  • Se o seu aparelho é antigo, opte por patches de segurança que irão te proteger contra hackers e diminuir a vulnerabilidade do seu dispositivo;
  • Em caso de falta de atualização, lembre-se de redobrar o cuidado: não clique em qualquer link recebido ou qualquer site da web; além disso, opte pela utilização de programas originais, em vez de fazer download de software não autorizado;
  • A tecnologia Kaspersky Internet Security para Android é uma alternativa de ferramenta que protege seu dispositivo Android com antivírus de alta qualidade e ferramentas para proteger sua privacidade e identidade. Obtenha proteção contra malware comum e técnicas de invasão avançadas.

Sobre a Kaspersky

A Kaspersky é uma empresa global de cibersegurança e privacidade digital fundada em 1997. O seu profundo conhecimento do panorama de inteligência de ameaças e a sua experiência leva à criação contínua de soluções de segurança e serviços para proteger as empresas, as infraestruturas mais críticas, Governos e consumidores por todo o mundo. O portfólio de segurança da empresa inclui a solução líder de proteção para endpoint e um vasto número de soluções e serviços de segurança especializados que visam combater as ameaças digitais mais sofisticadas e em permanente evolução. Atualmente, mais de 400 milhões de utilizadores estão protegidos pelas tecnologias da Kaspersky e a empresa ajuda cerca de 240.000 clientes corporativos a proteger o que lhes é mais importante. Mais informações no site.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90