MENU

18/06/2022 às 00h26min - Atualizada em 18/06/2022 às 00h26min

Carreta da Saúde da Mulher realiza quase 300 mamografias gratuitas em Araguaína durante a Expoara

Resultados serão entregues na Secretaria da Saúde em 45 dias depois da realização do exame

AscomAraguaína
A Carreta da Saúde da Mulher é uma parceria entre Prefeitura de Araguaína, Hospital do Amor e Sindicato Rural - Foto: AscomAraguaína / Marcos Sandes
 
Foi a partir de uma mensagem em um grupo de Whatsapp que a auxiliar de serviços gerais, Maria do Socorro Leal Lima, de 54 anos, ficou sabendo dos exames gratuitos de mamografia da Carreta da Saúde da Mulher em Araguaína. Durante os dias 2 e 9 de junho, a unidade ofereceu cerca de 300 mamografias para mulheres de 40 a 69 anos no Parque de Exposições Dair José Lourenço, durante a 54ª Expoara (Exposição Agropecuária de Araguaína).

“Faz uns cinco anos que não faço o exame por falta de tempo e recurso, mas aí já estava passando da hora, tem que cuidar. Isso aqui é importantíssimo, de verdade, porque é difícil a gente conseguir pagando, muitas vezes a gente não tem condição. Mas quando aparece uma oportunidade dessa, é maravilhoso”, contou Maria do Socorro.

 A ação é uma parceria entre a Prefeitura de Araguaína, Hospital do Amor e Sindicato Rural. Os resultados das mamografias serão entregues na Secretaria da Saúde, 45 dias depois da realização do exame.

“Conseguimos atingir essa meta. Tivemos uma participação muito boa das pacientes”, afirmou a coordenadora da área técnica da Saúde da Mulher, Tuliana Santos.
 
Ação de um ano todo
A coordenadora lembrou que as ações de prevenção ao câncer de mama acontecem de forma frequente nas unidades de saúde do município. “Durante todo o ano, nós trabalhamos com a conscientização para que a mulher possa conhecer o seu corpo e possa identificar alguma alteração, e a partir daí possa procurar um profissional da unidade básica de saúde para fazer essa orientação e acompanhamento. E conforme o caso, fazer a mamografia e o tratamento quando necessário”.

A prevenção faz parte da rotina da pensionista Liduína Maria Oliveira Freitas, de 63 anos, que elogiou a iniciativa. “Fui na UBS e pedi a mamografia, aí eles me disseram que não tinha mais vaga. Mas surgiu uma oportunidade no último dia e aproveitei. Achei bom demais essa iniciativa para nós mulheres”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »