MENU

16/02/2022 às 15h58min - Atualizada em 16/02/2022 às 15h58min

Anvisa analisa uso emergencial de medicação da Pfizer

Prazo de avaliação para uso emergencial de medicamento contra a covid-19 é de até 30 dias. Análise não considera o tempo do processo em status de exigência técnica.

Karine Melo - Repórter da Agência Brasil / Brasília
Para farmacêutica, antiviral de uso oral pode reduzir mortes - © REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados

  
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta quarta-feira (16), em Brasília, pedido da Pfizer para uso emergencial do medicamento contra covid-19 Paxlovid (nirmatrelvir +ritonavir). Segundo a farmacêutica, os estudos demonstram que, quando administrado no início da infecção, o Paxlovid, que é do tipo antiviral e de uso oral, tem a capacidade de reduzir os casos de hospitalização e mortes. Os dados serão analisados pela Anvisa.

“O prazo de avaliação para o uso emergencial e temporário de medicamento contra a covid-19 é de até 30 dias. A análise não considera o tempo do processo em status de exigência técnica, que é quando o laboratório precisa responder questões técnicas feitas pela agência no processo”, explicou a Anvisa, em nota à imprensa.

As primeiras 24 horas de análise serão utilizadas para uma triagem do processo e verificar se os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informações importantes faltando, a agência pode solicitá-las ao laboratório. No último dia 19 de janeiro, a Anvisa e o laboratório já haviam realizado reunião de pré-submissão do produto, etapa anterior ao envio formal do pedido pela empresa.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »