MENU

22/12/2021 às 13h30min - Atualizada em 25/01/2022 às 00h00min

Saiba diferentes métodos de elaboração dos espumantes que têm tudo a ver com celebração e diversão

O Caçador de vinhos, Vicente Jorge, dá dicas de como escolher um bom espumante para fim do ano

SALA DA NOTÍCIA Horst Kissmann
Os espumantes são símbolos de festas e celebrações. O mercado brasileiro é super aquecido graças a qualidade e a versatilidade dos tipos de vinhos que produzimos.

Reconhecidos internacionalmente, ganham espaço em confraternizações, mas como também quando o clima esquenta aumentando o consumo consideravelmente.

Se você tem dúvidas de como escolher um espumante, o caçador de vinhos Vicente Jorge – especialista no assunto, explica o método de como é feita a bebida e os diferentes tipos para não errar na hora de comprar um bom espumante.

Com vários tipos, estilos e marcas disponíveis nas importadoras, fica complicado saber qual é o indicado para cada ocasião e o melhor, que agrada ao paladar.

Você sabe o que é um espumante?

O espumante é um vinho que passa por duas fermentações, em que são adicionadas leveduras que transformam o açúcar da fruta em álcool e gás carbônica - que se chama perlage, resulta em fermentação natural, seja feito dentro da garrafa ou fora dela.

Geralmente é elaborado com uvas brancas, mas também há o processo com uvas tintas, que são os rosés.

Os espumantes são classificados de acordo com o conteúdo de açúcar que podem ser: Nature, Extra Brut, Brut, Sec ou Seco, Demi Sec e Doce.

Entre os métodos de elaboração mais conhecidos temos o Charmat, onde as duas fermentações acontecem em tanques de aço inoxidável, e o método tradicional Champenoise que é a segunda fermentação na garrafa, conhecida como toma de espuma. Neste processo a garrafa, na horizontal, passa a ser girada diariamente e levantada até quase atingir a posição vertical, para que as borras se encaminhem ao gargalo em que está a tampa de coroa, que será substituída posteriormente pela rolha de cortiça e com a gaiola.

E o Champagne? Todo champagne é um espumante, mas nem todo espumante é um champagne, mas isso é para um próximo assunto...
  • Nature: menos de 3 g de açúcar por litro;
  • Extra-Brut: a partir de 3 g até 8 g por litro;
  • Brut: a partir de 8 g até 15 g por litro;
  • Seco ou Dry: a partir de 15 g até 20 g por litro;
  • Demi-Sec: a partir de 20 g até 60 g por litro;
  • Doce: a partir de 60 g de açúcar por litro.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...