Otimismo

O deputado estadual Alexandre Almeida demonstra entusiasmo com a sua pré-candidatura ao Senado, assim como a de Roberto Rocha ao governo. Ele tem percorrido o estado em companhia do senador e sentido um clima favorável. Com apenas 34 anos, Alexandre é o pré-candidato ao Senado mais jovem do Brasil. O desejo de mudanças na política e a renovação do Congresso Nacional demonstrado pelo povo o levam a acreditar que conquistará uma das cadeiras do Senado no dia 7 de outubro. 

Olha aí!

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, Jair Bolsonaro (PSL) teria condiciado o apoio do PR à sua pré-candidatura à Presidência da República. O partido não poderia integrar coligação nos estados que tenha o PT como integrante. Isso tiraria o PR do arco de aliança liderado pelo PCdoB do governador Flávio Dino, causando prejuízos não apenas a este, como também aos  candidatos da legenda alinhados com o governo. Decisões de cima pra baixo sempre acontecem nos partidos durante as eleições, deixando as lideranças estaduais e municipais em apuros. Isso pode acontecer com outros partidos. É aguardar.  

Pisando em ovos

Perguntado se já se definiu por candidatura a algum cargo no pleito eleitoral de outubro, o empresário Ribinha Cunha (PSC) desconversa. Mas nos últimos dois dias ele tem participado da agenda dos tucanos em Imperatriz, com as presenças do pré-candidato a senador Alexandre Almeida e do pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, que pernoitou na cidade e hoje segue para Marabá-PA. Vai “descer do muro” quando? Ou melhor, decidir-se quando sobre candidatura?   

E...

Falando em Cunha, com quem vai o deputado Leo? Ele é do PSC e tem acompanhado  o governador Flávio Dino (PCdoB) em todas as visitas aos municípios região. Ficará mesmo com o comunista ou segue o rumo do irmão?
 
Será?

Ontem um observador político perguntava sobre o motivo do pré-candidato a deputado federal Márcio Jerry (PCdoB)  estar ausente de Imperatriz, o segundo colégio eleitoral do estado e onde ele é bastante conhecido devido a sua passagem pela prefeitura como secretário do ex-prefeito Jomar Fernandes. Outro observador arriscou: pode ser orientação do partido, devido à pré-candidatura do aliado Ildon Marques, no qual o PCdoB está jogando as fichas em Imperatriz. Na verdade, MJ tem concentrado sua pré-campanha em outras regiões. É aguardar o ajeitar da carga de abóbora.  

Oposição

Ontem, lideranças de partidos de oposição ao governador eleito do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), se reuniram na chácara da senadora Kátia Abreu (PDT) para iniciarem conversas sobre possível consenso para a eleição de outubro. Dos 19 partidos previstos, pelo menos seis não iriam participar da reunião: Rede, Pros, PSDB, PT e MDB e Solidariedade. 

Chapa

Conforme informação do jornalista Cleber Toledo (clebertoledo.com.br), “nos bastidores é ventilado que o objetivo do encontro é costurar a candidatura do ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB) a governador. Kátia Abreu (PDT) indicaria o candidato a vice-governador e Vicentinho Alves (PR) teria vaga para disputar a reeleição”.