MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
19/08/2022 às 16h27min - Atualizada em 21/08/2022 às 00h01min

Escritora Daniela Arbex faz palestra em Campo Mourão

Evento celebra o Dia do Psicólogo e abordará temas como a saúde mental, os direitos humanos e o genocídio de 60 mil mortos no maior hospício do Brasil

SALA DA NOTÍCIA Mem Comunicação
www.memcomunicacao.com.br
Divulgação | Integrado

A premiada jornalista, escritora e documentarista Daniela Arbex virá a Campo Mourão (PR) para ministrar a palestra “Bastidores do Holocausto Brasileiro”. O evento presencial será no dia 29 de agosto, às 20h, no Teatro Municipal [Av. Comendador Norberto Marcondes, 684, Centro]. Os ingressos já estão à venda [ver abaixo].

A conferência é organizada pelo Centro Universitário Integrado e celebra o Dia do Psicólogo, comemorado anualmente em 27 de agosto. “A Psicologia é uma ciência que se ocupa do comportamento e constituição da subjetividade humana. Dentre suas funções sociais está a de colaborar para a compreensão integral dos sujeitos, suprimindo estereótipos relacionados à saúde mental e a loucura, promovendo saúde e qualidade de vida a todas as pessoas. Por isso, o evento vai abordar um tema tão sensível e relevante”, explica a coordenadora adjunta de psicologia do Integrado, Thais Serafim.

O tema da palestra é baseado no livro Holocausto Brasileiro, da autora. A obra foi reconhecida como o melhor Livro-Reportagem do Ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte (2013) e ficou em segundo lugar na categoria de melhor Livro-Reportagem no Prêmio Jabuti (2014).

Com mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil e em Portugal, o livro ganhou as telas da TV, em 2016, no documentário produzido com exclusividade para a HBO, com exibição em mais de 40 países.

Enredo

No Centro Hospitalar Psiquiátrico de Barbacena (MG), conhecido apenas por Colônia, ocorreu uma das maiores barbáries da história do Brasil. O centro recebia diariamente - além de pacientes com diagnóstico de doença mental - homossexuais, prostitutas, epiléticos, mães solteiras, meninas problemáticas, mulheres engravidadas pelos patrões, moças que haviam perdido a virgindade antes do casamento, mendigos, alcoólatras, melancólicos, tímidos e todo tipo de gente considerada fora dos padrões sociais.

Essas pessoas foram maltratadas e mortas com o consentimento do Estado, médicos, funcionários e sociedade. Apesar das denúncias feitas a partir da década de 1960, mais de 60 mil internos morreram e um número incontável de vidas foi marcado de maneira irreversível.

Daniela Arbex entrevistou ex-funcionários e sobreviventes para resgatar de maneira detalhada e emocionante as histórias de quem viveu de perto o horror perpetrado por uma instituição com um propósito de limpeza social comparável aos regimes mais abomináveis do século XX.

“A Psicologia - enquanto ciência engajada não apenas na produção de conhecimento, mas na transformação social - tem papel fundamental na luta pela reforma psiquiátrica e, portanto, foi crítica ferrenha dos regimes manicomiais de ‘tratamento’ da loucura, como é o caso do Hospital Colônia de Barbacena, ajudando a denunciar não apenas a ineficácia das internações manicomiais, como também a piora no que tange à saúde mental desta população, a exclusão do seu direito à cidadania e os atentados ao direitos humanos perpetrados por tais instituições”, complementa Thais Serafim.

 Sobre a palestrante

Daniela Arbex é uma das jornalistas mais premiadas de sua geração, tem mais de 20 prêmios nacionais e internacionais no currículo, entre eles três prêmios Esso, o americano Knight International Journalism Award (2010), o prêmio IPYS de Melhor Investigação Jornalística da América Latina (2009) e o Natali Prize, que ela recebeu na Bélgica em 2002.

Em 2020 foi a vencedora do Troféu Mulher Imprensa na categoria Repórter Investigativa. Foi repórter especial do Jornal Tribuna de Minas por 23 anos. Atualmente, dedica-se à literatura.

Daniela Arbex já deu palestra sobre suas reportagens em defesa dos direitos humanos e denúncias de corrupção em países como Estados Unidos, Portugal, Colômbia, Uruguai, Peru e Bélgica. No Brasil, percorreu mais de dez estados para falar sobre a transformação social a partir da investigação jornalística.

Serviço

O que: Palestra com a jornalista, escritora e documentarista Daniela Arbex

Quando: Dia 29 de agosto, às 20h

Onde: Teatro Municipal de Campo Mourão [Av. Comendador Norberto Marcondes, 684, Centro]

Quanto custa: Os ingressos já estão à venda em três categorias. A meia entrada [prevista por lei para estudantes de todos os níveis, professores e pessoas com deficiências] custa R$ 38,50; A entrada solidária sai por R$ 55,00 + 1 litro de leite que deverá ser entregue no local; A entrada inteira fica em R$ 77,00

Onde comprar: No site https://www.sympla.com.br/evento/daniela-arbex-holocausto-brasileiro/1672228


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90