MENU

29/04/2022 às 09h59min - Atualizada em 02/05/2022 às 00h00min

Alana AI consolida expansão para polo tecnológico de Santa Catarina

Scale-up planeja fomentar tecnologia de IA no estado e abrir novas oportunidades de pesquisa

SALA DA NOTÍCIA Redação
Divulgação

Cada vez mais conhecido pelo pujante ecossistema de inovação e tecnologia, o estado de Santa Catarina já tem o posto de sexto maior faturamento do país no setor, alcançando faturamento superior a R$ 19,8 bilhões, segundo dados do Tech Report 2021, produzido pela ACATE (Associação Catarinense de Tecnologia). Entendendo a importância desse polo tecnológico brasileiro e o seu potencial crescimento, a Alana AI, scale-up que oferece a principal solução de inteligência artificial (IA) de língua não-inglesa do mundo para experiência do consumidor no Brasil, anuncia seu principal hub no Brasil, em Florianópolis. 

Fundada no Reino Unido, a empresa tomou essa decisão para representar e fomentar a tecnologia de IA no estado catarinense. Até por isso, a companhia optou por instalar seu escritório físico na própria ACATE, uma de suas parceiras locais e onde participa da vertical de negócios de varejo, que inclui conexões com startups da região e grandes empresas do ecossistema estadual e a participação em eventos importantes do meio.

Segundo o CEO da Alana AI, Marcel Jientara, a expansão é uma forma de concentrar investimentos em soluções tecnológicas inovadoras e abrir oportunidades de pesquisa com entidades e universidades. “Por ser um ecossistema de inovação, existem muitos profissionais capacitados em Santa Catarina, o que também atrai talentos de outros locais do país”, afirma. “Além disso, esse movimento facilita a nossa participação em ações com ONGs locais, como a Prototipando a Quebrada, que ajuda jovens da periferia a entrar no mundo de TI”, completa. 


Expansão no território nacional

Apesar do movimento de expansão da Alana AI no Brasil, a startup continua com a mentalidade de valorizar o sistema home office, o qual possui desde os seus primórdios. “Desde a nossa fundação, temos o propósito de ser uma empresa global e 100% remota. Os hubs (escritórios físicos) de apoio são justamente para que pessoas próximas dos locais possam se encontrar e interagir em um espaço físico”, reforça o CEO. 

Mesmo consolidada no mercado internacional, a empresa já se expandiu para várias localidades no território nacional. Além de Florianópolis, onde ainda pretende inaugurar outros hubs em 2022, a companhia possui um escritório físico em São Paulo. 

Porto Alegre também é um local em que a startup pretende abrir um espaço para encontros presenciais este ano. A marca começou a se estabelecer na capital gaúcha por ter sido selecionada para o programa de aceleração "Ebulição", do Instituto Caldeira, que traz metodologias e ferramentas utilizadas no mundo das startups. “Temos uma grande disposição em nos expandirmos dentro de Porto Alegre, pois fomos recebidos com o apoio de associações de empresários que demonstraram um forte interesse nas nossas soluções”, diz Jientara. 


Escritório virtual

A companhia também possui um escritório virtual na Gather Town, plataforma que permite às pessoas se encontrarem no meio digital. Portanto, é basicamente um ambiente que abre espaço para a realização de funções que seriam realizadas presencialmente, como reuniões e momentos de integração.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »