MENU

09/11/2021 às 18h16min - Atualizada em 10/11/2021 às 00h00min

Nova era do transporte é desenvolvida no NVIDIA DRIVE Orin

Lotus, QCraft, WM Motor e outros estão desenvolvendo automóveis definidos por software na plataforma de inteligência artificial (IA) da NVIDIA

Luiz Valloto
SALA DA NOTÍCIA
O desempenho do NVIDIA DRIVE Orin se estende de veículos grandes, como ônibus e caminhões, a pequenos, como carros esportivos velozes. A montadora de alta performance Lotus, fabricante de ônibus autônomo QCraft, e a startup EV WM Motor anunciam que estão entre o crescente número de empresas que usam o poder do NVIDIA DRIVE Hyperion para seus veículos definidos por software de próxima geração.

Essas empresas se uniram a montadoras globais, como a Mercedes-Benz e a Volvo Cars, a startups de EV, como a NIO, a fornecedores de nível 1, startups de software, fabricantes de sensores, empresas de robôs e muitas outras empresas que estão se desenvolvendo soluções em cima da computação de alto desempenho do NVIDIA DRIVE Orin.

A plataforma aberta DRIVE Hyperion 8 pode ser ajustada às necessidades específicas de cada cliente, permitindo que aproveitem soluções completas para acelerar desenvolvimentos de condução autônoma.

O system-on-a-chip NVIDIA DRIVE Orin permite 254 trilhões de operações por segundo (TOPS) e foi desenvolvido para lidar com o grande número de aplicações e redes neurais profundas (DNNs) executadas simultaneamente em veículos autônomos e, ao mesmo tempo, respeitar padrões de segurança de sistema como o ISO 26262 ASIL-D.

“Com computação centralizada segura no núcleo, esses automóveis podem oferecer experiências inovadoras em uma grande variedade de veículos que estão em constante aprimoramento”, conta Marcio Aguiar, diretor da NVIDIA Enterprise para América Latina. 

Desempenho máximo

Embora a IA seja um facilitador fundamental de segurança e conveniência, ela também pode  melhorar o desempenho da condução para aqueles que preferem ficar ao volante.

A Lotus está usando o DRIVE Orin para desenvolver tecnologias de condução inteligente projetadas para as pistas de corrida. Com a computação centralizada do DRIVE Orin e os DNNs redundantes e diversos, os veículos da Lotus podem melhorar continuamente para atingir o desempenho máximo em condução para a próxima geração de corridas.

A Baidu, uma das principais empresas de tecnologia da China e desenvolvedora global de tecnologia de condução autônoma, está integrando o DRIVE Orin em sua plataforma de condução autônoma de terceira geração Apollo Computing Unit, conhecida como Sanxian. A integração do DRIVE Orin com o Saxian, da Baidu, vai ajudar a melhorar a performance e segurança da condução – além de acelerar a produção em massa de sistemas de direção autônomos e melhorar a experiência geral do usuário.
 

Nova energia, novos veículos

A transição da indústria para um futuro mais ecológico e sustentável também está impulsionando o surgimento de veículos com novas energias, com diversas montadoras aproveitando o poder da computação e do software de IA para fornecer transporte pessoal mais inteligente.

Recentemente, a montadora de carros elétricos WM Motor anunciou que seu principal carro inteligente elétrico, o M7, que contará com quatro SoCs NVIDIA Orin, entregando 1.016 TOPS de desempenho computacional.

A WM Motor se junta a startups de veículos elétricos como as marcas NIO e SAIC’s IM, que estão criando veículos de última geração com os mais altos níveis de desempenho computacional.
 

Criando inovação comercial

O DRIVE Orin vai além do transporte pessoal, alimentando veículos comerciais, como caminhões e ônibus.

No setor de transporte coletivo, a startup chinesa QCraft adotará o NVIDIA DRIVE Orin em sua plataforma de condução autônoma de próxima geração Driven by-QCraft. O sistema inteligente abrange ofertas de transporte comercial, de robô-ônibus a robô-táxis, previstas para o final de 2023. 
 
As pressões combinadas da demanda por bens de e-commerce e da longa escassez de motoristas continuam afetando as indústrias de transporte rodoviário e logística. As empresas estão lidando com essas pressões adotando o DRIVE Orin para fornecer caminhões autônomos seguros e escaláveis.

O veículo de quarta geração da Kodiak Robotics usa mapeamento leve e hardware modular discreto para atingir o nível 4 de capacidade de direção autônoma. Esta estratégia de mapeamento leve usa o desempenho computacional do DRIVE Orin para detectar objetos na estrada, sinais e muito mais.
 
A Plus, empresa de caminhões autônomos, também anunciou planos de transição para o NVIDIA Orin, a partir do próximo ano. O PlusDrive, o sistema de condução autônoma da Plus, pode ser adaptado para caminhões de modelos anteriores ou adicionado pelos fabricantes como opção de upfit em veículos novos.
 
Todas essas diferentes empresas estão utilizando o DRIVE Hyperion com DRIVE Orin de alto desempenho, bem como arquitetura e fator de forma desenvolvidos para escalar e atualizar perfeitamente para as gerações futuras de computação de IA.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...