MENU

26/10/2021 às 20h48min - Atualizada em 26/10/2021 às 20h48min

Quatro secretários de Carlesse pedem exoneração do governo de Wanderlei Barbosa

Educação, Infraestrutura, Itertins e chefia de gabinete

Da Assessoria
Adriana Aguiar, Juliana Passarin, Sebastião Albuquerque e Divino José Ribeiro - Foto: Divulgação/Montagem
 
Outros quatro secretários de Estado (Chefia de Gabinete, Educação, Infraestrutura e Itertins)  deixam a gestão do Governo do Tocantins que agora está sob o comando do governador em exercício Wanderlei Barbosa (sem partido). Todos eles são bem próximos ao governador afastado Mauro Carlesse (PSL) e decidiram pedir exoneração dos respectivos cargos após o rompimento do grupo político.

Os pedidos de exoneração foram protocolados no Palácio Araguaia na terça-feira (26). São eles:  Sebastião Albuquerque (secretário chefe de gabinete do governador); Adriana Aguiar (secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc); Juliana Passarin (secretária da Infraestrutura e presidência da Agência Tocantinense de Obras (Ageto) e Divino José Ribeiro (presidente do Instituto de Terras do Tocantins (Itertins).

Os quatro membros do primeiro escalão que estão de saída do governo de Wanderlei Barbosa são peças-chaves de todo o planejamento e execução do ousado programa de obras ‘Tocando em Frente’, que prevê investimentos de R$ 3 bilhões nos 139 municípios. Já Divino Ribeiro estava à frente do programa de regularização fundiária rural.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...