MENU

26/08/2021 às 19h17min - Atualizada em 26/08/2021 às 19h17min

FIEMA faz gestão junto à Equatorial Energia e ANEEL para reduzir percentual de reajuste das tarifas de energia elétrica no MA

Novo presidente também foi apresentado a diretoria da FIEMA

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Diretor presidente da Equatorial apresentou novas tarifas durante reunião com diretoria da FIEMA - Foto: Divulgação
 
São Luís -
O presidente da FIEMA, Edílson Baldez participou na tarde da última terça (24/08) de uma reunião na Casa da Indústria com o novo diretor-presidente da Equatorial Maranhão, Servio Túlio dos Santos, acompanhado do diretor José Jorge Leite e da gerente de regulação da empresa, Rafaela Albuquerque. 

No encontro, foi apresentada a proposta das novas tarifas aprovadas na última terça pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para a Equatorial Maranhão Distribuidora de Energia S/A - concessionária que atende a cerca de 2,5 milhões de unidades consumidoras, localizadas em 217 municípios maranhenses. 

Vale ressaltar que a FIEMA em junho desde ano recebeu a Equatorial Energia Maranhão, que apresentou em reunião com a diretoria da Federação, uma proposta para a Revisão Tarifária 2021 que pressuponha um reajuste médio, neste ano, na ordem de 6,11%, sendo de 9,05% para Grupo A – Alta tensão e de 5,59% para o Grupo B - Baixa tensão. 

Com as sugestões da  FIEMA, o reajuste final ficou com índices aprovados da Revisão Tarifária 2021, neste ano, na ordem de 1,69%, sendo de 5,99% para Grupo A – Alta tensão e de 2,23% para o Grupo B - Baixa tensão. 

Em ofício direcionado a ANEEL e a própria Equatorial naquele mês, o presidente da FIEMA elencou uma série de motivos em que ponderava a inoportunidade do reajuste tarifário previsto. Segundo Baldez, “as atividades produtivas, particularmente a industrial, tem sido severamente afetada pela pandemia do novo coronavírus; inclusive com uma queda de faturamento muito forte”. 

Baldez ressaltou ainda que a indústria da Construção Civil, que tem no Maranhão uma alta capacidade empregadora de mão de obra também foi atingida pela redução dos investimentos públicos no setor, algumas empresas até hoje não retornaram à produção e muitos trabalhadores ainda continuam desempregados ou subempregados”.         
             
Acompanharam a reunião os vice-presidentes da  FIEMA, Celso Gonçalo, Fábio Nahuz e Benedito Mendes, e os diretores Raimundo Gaspar, João Batista e Pedro Robson, além do superintendente da FIEMA, Cesar Miranda e o diretor regional do SENAI, Raimundo Arruda. 

PREMIAÇÃO – Além da revisão tarifária 2021, na reunião também foi apresentado o novo diretor presidente da Equatorial no Maranhão, Servio Túlio dos Santos que na oportunidade foi agraciado pelo presidente da FIEMA e diretor regional do SESI, Edilson Baldez, pelo vice-presidente da FIEMA, Fábio Nahuz e pelo superintendente do SESI, Diogo Lima com um trófeu de indústria vacinada contra a Covid, por alcançar índices acima de 90% de imunização feita pelo SESI. 

Outra pauta da reunião levantada pelo presidente da FIEMA foi o projeto EoSolar, desenvolvido pela UFMA com investimento dos grupos Equatorial e Gera Maranhão e da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que visa o mapeamento e à avaliação do potencial para produção de energia eólica e solar do estado em diferentes escalas temporais e espaciais.  

A intenção da FIEMA é fechar uma parceria com a Equatorial para que a UFMA possa acelerar esse projeto e desenhar um Mapa e o Atlas de Energia Eólica e Solar do Maranhão, como alguns estados já possuem como o Ceará e outros que estão em fase de conclusão como o Rio Grande do Norte e a Bahia.  

O Conselho de Consumidores também foi pauta da reunião. O Conselho é composto por representantes da Secretaria de Estado de Minas e Energia, da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão - FIEMA, da Associação Comercial do Maranhão, da Federação das Uniões de Moradores de Bairros e Entidades Similares do Maranhão - FUMBESMA, da Organização das Cooperativas do Maranhão – OCEMA e do PROCON.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...