MENU

25/08/2021 às 19h48min - Atualizada em 25/08/2021 às 19h48min

Fundação Cultural divulga projetos realizados este ano via “Lei Aldir Blanc”

As apresentações culturais foram realizadas entre os meses de abril e agosto de 2021

João Rodrigues - Ascom
Apresentação cultural de um dos projetos apoiados pela Fundação Cultural de Imperatriz - Fotos: Assessoria
 
O Salão do Livro de Imperatriz (Salimp) e o Festival de Música de Imperatriz-FMI, ambos em versão virtual, estão entre os projetos apoiados pelo Município, por intermédio da “Lei Aldir Blanc” de fomento à cultura, que se destacaram este ano.  

Ao todo, foram 12 projetos que ajudaram a manter vivas as tradições e “socorreram”  quem vive de cultura durante a pandemia da Covid-19, quando eles foram duramente  atingidos.

Em relatório de trabalho divulgado nesta terça-feira, 24, a Fundação Cultural informa que este ano já foram desenvolvidos 12 projetos pela “Lei Aldir Blanc”, com apoio do Município.

Devido à pandemia, todos os grupos apresentaram seus espetáculos com número limitados de integrantes e em lives, pelas redes sociais da Prefeitura de Imperatriz, ou de forma itinerante sem aglomeração de pessoas.

A grande audiência revela a boa aceitação da programação virtual por parte da população, que viu nesses eventos um pouco de diversão, em meio ao cenário triste da pandemia.

O presidente da Fundação Cultural, Paulinho Lobão, destacou que diante do momento difícil imposto pela Covid-19, a Fundação Cultural não se ausentou das ações de fomento à cultura.

“Primeiramente com o auxílio emergencial que atendeu durante três meses músicos e DJs, além dos eventos itinerantes. Mesmo com as restrições, a forma que realizamos o Ônibus Cultural circulando pelas principais ruas da cidade, nos bairros, foi uma maneira de aproximar o artista do público, que prestigiaram nossa iniciativa da porta das suas casas. Não podemos deixar de falar do nosso festival da panelada, no aniversário de Imperatriz, reunindo a música e a culinária feita aqui e a live de São João, contemplando os grupos folclóricos de Imperatriz”, comemorou Paulinho Lobão.

Dentre os projetos desenvolvidos pela FCI neste ano, até agora estão o Salimp (em sua primeira edição online), Festival de Música de Imperatriz-FMI 2021 (versão virtual), Ônibus Cultural, Música & Panelada “Concurso de Costas para Rua”, Palco da Música em Movimento e a Jardineira Itinerante nos bairros de Imperatriz. 

“O Primeiro Festival do Circo de Imperatriz, contemplado pela Lei Aldir Blanc, por meio da Fundação Cultural de Imperatriz, teve como proposta promover interação entre artistas de diversas partes do Brasil e do mundo, trazendo essa arte do circo de forma resumida e apresentada para o público de Imperatriz e região e foi muito importante tanto para artistas locais, quanto de outras partes do Brasil”, avaliou Sara Silva Pereira, coordenadora do Festival de Circo de Imperatriz.
A presidente da Associação Artística  de Imperatriz Assarti, Rozana Feitosa, também falou sobre os impacto das ações culturais desenvolvidas este ano. Ela reconheceu que os recursos da “Lei Aldir Blanc”, foram importantes para dar continuidade à manutenção do Teatro Ferreira Gullar, espaço gerenciado pela entidade.

 Confira todos os projetos desenvolvidos com apoio da FCI
*Histórias na Periferia – na Vila Machado e Cidade Nova no período de 1º de julho a 24 de julho;
*Iniciação à Linguagem Audiovisual – ocorreu de forma online através da plataforma Zoom, de 5 a 17 de abril;
*I Festival de Artes da Estrada do Arroz – ocorreu em Coquelândia, na zona rural, nos dias 7 e 8 de agosto;
*Espetáculo Teatral Palhaçada Contacena – aconteceu de forma online no youtube, dia 10 de abril
*I Festival de Circo de Imperatriz – aconteceu de forma online nas redes sociais nos dias 2,3 e 4 de julho.
*SALIMP – Aconteceu de forma online nas redes sociais nos dias 3,4 e 5 de junho.
*Festival de Música de Imperatriz-FMI (Semana de Música Brasileira) versão virtual 2021 – realizado de forma online nas redes sociais nos dias 14, 15 e 16 de julho.

*Ônibus Cultural, Palco da Música em Movimento – aconteceu com o ônibus percorrendo as ruas dos bairros Bacuri, Nova Imperatriz, Santa Rita e Vila Lobão, com bandas musicais e cantores locais nos dias 2,3 e 4 de julho.

*Auxílio Mestre Osório – concedido a artistas que se enquadram nas exigências legais, sendo três parcelas de R$ 400,00 nos meses de abril, maio e junho. Realizado pela FCI, o projeto beneficiou 295 músicos e DJs.

*Jardineira Itinerante – aconteceu nos dias 14,15,16,17, 29 e 31 de julho e dia 7 de agosto, na Vila Cafeteira e Ipiranga, Vila Nova, Centro, Pedro Neiva de Santana, Povoado Coquelândia, Itamar Guará, Conjunto Vitória, Lagoa Verde e Parque Alvorada II. O público alcançado na ação foi de 10 mil pessoas.

*Música & Panelada “Concurso de Costas para Rua” – no Panelódromo Acrízio Xavier da Costa, nos dias 14, 15 e 16 de julho. Evento atingiu 30 mil pessoas na ação.

*Edital de premiação e Live Cultural Seu Luizão da Zabumba – dia 7 de agosto com a participação de 13 atrações musicais. O evento foi transmitido pelas redes sociais youtube, instagram e facebook da Prefeitura de Imperatriz e da FCI. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...