MENU

17/08/2021 às 21h06min - Atualizada em 17/08/2021 às 21h06min

Dupla maranhense, Fábio Cadasso e João Afro seguem em 4º lugar na categoria Pró-Brasil

Mais uma vez não foi tarefa fácil para a dupla maranhense

Divulgação/Assessoria
Ranger Rover de Fábio Cadasso e João Afro navegou mesmo com problemas mecânicos - Foto: Divulgação
 
São Raimundo Nonato (PI) – “A 3ª etapa foi bem difícil, muito travada, com trechos sinuosos e estreitos, erosões, pedras e partes mais velozes”, conta Fábio Cadasso, que ao lado do navegador João Afro, chegou na 4ª posição na Pró Brasil (4h30min56s) e segue em 4º no acumulado da categoria. A dupla da Cadasso Racing completou a Especial (trecho cronometrado) de 220 km, de um total de 451 do dia, que largou de Araripina/PE e terminou em São Raimundo Nonato/PI, no 3º dia do Sertões.

Mais uma vez não foi tarefa fácil para a dupla maranhense, pois foi obrigada a largar com o mesmo problema da etapa anterior: sem direção hidráulica na Ranger Rover #342.

“Como era domingo não foi possível comprar a peça e optamos em correr de novo trazendo o carro no braço, o que tira minutos da gente, mas o pior seria não completar a prova. O importante é que deu certo, chegamos”, conta o competidor que mais uma vez mostra sua habilidade e experiência e é o único piloto da história do Sertões a competir em todas as modalidades – motos, quadriciclos, UTVs, carros e caminhões.

E os desafios da dupla não pararam por aí. Faltando 30 km para o término da Especial, tiveram que tirar a roda traseira e fazer um ajuste, por causa da barra de direção.

“Estamos cansados, mas felizes por ter completado uma etapa tão dura. Agora é ir para a próxima”, afirma o navegador Afro.
A 4ª etapa promete e piloto e navegador, únicos representantes do Maranhão no grid dos carros, estão preparados para os desafios do ‘Laço do Vaqueiro’ (homenagem aos vaqueiros nordestinos), onde poderão apreciar um tesouro da natureza: o entorno da Serra da Capivara (PI), patrimônio mundial da UNESCO.

A Especial e 316 km (do total de 321 km) terá largada e chegada em São Raimundo Nonato, com trial pesado, pedras grandes, piso arenoso, trechos sinuosos e muitas lombas. Segundo a organização é uma ‘etapa de gente grande, com nível técnico altíssimo’, que antecede a Maratona que não permite mecânico.

Essa 29ª edição do Sertões 2021 está levando os competidores a regiões espetaculares do Nordeste brasileiro. Com um total de nove etapas, vai até 22/8, na Praia de Carneiros, no município pernambucano de Tamandaré.

Pela primeira vez, o roteiro está sendo 100% no Nordeste e cruza sete estados: Rio Grande do Norte, passando pela Paraíba, Piauí, Bahia, Alagoas e Ceará. No total serão percorridos 3.615 km, dos quais 2.202 de trechos cronometrados.

A equipe Cadasso Racing conta com o patrocínio do Grupo Mateus e Governo do Estado do Maranhão – Secretaria de Esporte e Lazer, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Apoio da Off Road SLZ, Agência Pipa e Postos Júlia Campos.

Resultado Sertões – 3ª etapa (16/8)

Categoria Pró Brasil
1.#341 — Vilson Thomas e Rafael Pereira – 3h15m34s
2.#340 – Wagner Roncon e Joseane Koerich – 3h17m28s
3.#371 – Cristiano Rocha e Roberto Spessatto – 3h29m07s
4.#342 – Fabio Cadasso e João Afro – 4h30m56s
5.#350 – Bartolomeu Nunes e Joel Kravtchenko – 11h30m00
Roteiro Sertões 2021
17/8 – 4ª etapa “Laço do Vaqueiro”: S. Raimundo Nonato/ S. Raimundo Nonato (PI)
DI – 0 km |TE – 316 km |DF – 5 km | Total= 321 km
Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)
18/8 – 5ª etapa “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)
DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)
Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras
19/8 – 6ª etapa “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)
DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)
Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...