MENU

15/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 15/08/2021 às 00h00min

A história do Brasil de uma maneira bem humorada

O telespectador foi brindado com cenas de muita aventura e ação, e também cenas quentes de amor entre os personagens.

Da Redação
GB Edições
Marcos Pasquim encarnou D. Pedro I, na minissérie “O Quinto dos Infernos” - Foto: Arquivo GB Imagem
  
A minissérie “O Quinto dos Infernos” relembrou, com muito humor e malícia, fatos marcantes da História do Brasil através dos personagens reais; alguns deles envolvidos em histórias de pura ficção.
 
Produzida e exibida pela Globo, entre janeiro e março de 2002, a minissérie começou a contar a saga da família real portuguesa em 1785 quando a menina Carlota Joaquina chega a Portugal para casar-se com o futuro D. João VI. Detalhe, ela tinha dez anos e ele, dezessete. Vale explicar que a consumação da união aconteceu quando a infanta tinha quinze anos de idade.
 
Claro que o episódio da mudança da corte portuguesa para o Brasil não poderia ficar de fora, tendo Carlota Joaquina vivida por Bete Lago e Eva Wilma magistralmente interpretando Dona Maria I, a “Rainha Louca”. Através de um pulo no tempo, o autor Carlos Lombardi mostrou as aventuras amorosas de D. Pedro I (Marcos Pasquim), sua amante mais famosa, a Marquesa de Santos (Luana Piovani) e o seu fiel amigo Francisco Gomes, o Chalaça (Humberto Martins). Segundo a história de Carlos Lombardi, Chalaça viveu dividido entre suas aventuras amorosas com D. Pedro I e o amor de Manoela (Daniella Winitz) e de Branca (Bruna Lombardi). O personagem acabou se tornando um dos principais da trama.
 
No elenco estavam ainda, o saudoso José Wilker vivendo o Marques de Marialva; Caco Ciocler, Vanessa Lóes, Françoise Fourton, Maria Padilha, Taís Araújo, John Herbert, Ana Furtado, Georgia Gomide, Débora Duarte, entre outros.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...