MENU

09/08/2021 às 20h20min - Atualizada em 09/08/2021 às 20h20min

Segundo acusado de envolvimento morte do médico Bruno Calaça se entrega à polícia

Ricardo Barbalho aparece no vídeo induzindo o policial Adonias Sadda a atirar no médico

Dema de Oliveira
Ricardo Barbalho se apresentou e teve mandado de prisão temporária cumprido pela DHPP - Foto: Divulgação/Redes Sociais
 
O advogado Ricardo Barbalho, acusado de envolvimento no assassinato de que foi vítima o médico Bruno Calaça, se apresentou nesta segunda-feira (9) ao delegado Praxisteles Martins, titular da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

As investigações apontam que Ricardo Barbalho é co-autor do homicídio, tendo em vista que a imagem de vídeo mostra o momento que ele leva o policial militar Adonias Sadda até o médico. Foi ele que provocou o médico, que o empurrou e, em seguida, o policial Adonias Sadda efetuou o disparo fatal.

Em entrevista a O PROGRESSO, o delegado Praxisteles Martins informou que Ricardo Barbalho ficou preso em função de um mandado de prisão em seu desfavor, decretada pela Justiça. “Ele está com prisão temporária de 30 dias, e vai continuar sendo investigado como co-autor do crime. No final dos 30 dias, pode ser decretada sua preventiva”, destacou Praxisteles Martins. 

Ricardo Barbalho, após prestar depoimento, foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde fez exame de corpo de delito e, em seguida, levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz. 

Ricardo Barbalho, por ter curso superior, já que é advogado, tem direito a uma cela especial.

Quanto ao outro acusado de envolvimento no crime, o pecuarista Waldex Cardoso, continua foragido. Ele também está com mandado de prisão em aberto. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...