MENU

09/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 09/09/2020 às 00h00min

Governador chama prefeitos à responsabilidade e cita Araguaína como exemplo

Governador reconhece que sozinho, o Estado não conseguirá atender toda a população de forma satisfatória

Assessoria de Imprensa
Mauro Carlesse pede união de esforços, acima de partidos políticos. "Cidadão é a prioridade" - Foto: Divulgação
Palmas (TO) - O enfrentamento da pandemia do novo coronavírus exige união de esforços e responsabilidade mútua de todos os gestores, inclusive dos municípios. O alerta em tom de cobrança foi feito pelo governador Mauro Carlesse ao destacar que o Governo do Estado tem trabalhado diuturnamente para conter a propagação da Covid-19 no Tocantins, no entanto, sem a colaboração dos prefeitos, o Estado não conseguirá atender de forma satisfatória toda a população.

Em entrevista à imprensa, o governador destacou que o fortalecimento da rede pública de saúde é crucial para que o cidadão tenha o atendimento adequado caso seja acometido pela doença. Daí a necessidade de unir esforços com os 139 municípios.

"Os repasses do Governo do Tocantins para a área de Saúde dos municípios estão em dias e as verbas repassadas pelo governo federal foram ampliadas durante a pandemia. Portanto, é preciso que os prefeitos também assumam suas responsabilidades e passem a investir esse dinheiro na ampliação de leitos para atender a população", cobrou.

Municípios pólos são cobrados
A declaração do governador Carlesse pode ser entendida como uma provocação aos maiores municípios do Estado como Porto Nacional, Paraíso, Palmas e Gurupi, que não estariam investindo os recursos na construção de hospitais de campanha ou na ampliação/contratação de novos leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Araguaína é exemplo, cita governador
Na contramão, o bom exemplo vem de Araguaína, onde o prefeito Ronaldo Dimas se uniu ao governador Carlesse para ampliar o atendimento da população com a construção de um novo Hospital de Campanha (Hospital Municipal Eduardo Medrado).

A parceria entre a prefeitura e o Governo do Tocantins resultou na assinatura de um convênio nessa quinta-feira (3), no qual a Gestão Estadual vai repassar ao município R$ 3 milhões para conclusão da obra.

"O prefeito Dimas foi ágil e apresentou esse projeto. Temos que ter leitos para atender a nossa população. É isso que temos que fazer neste momento, unir forças, independente de partido, o foco principal deve ser o cidadão. A pandemia deve ser tratada como um caso de saúde pública e o respeito e o cuidado com o cidadão tem que vir em primeiro lugar", analisa Carlesse. 

Gestão municipalista
O governador também fez questão de reafirmar que sua gestão é municipalista e estará sempre pronta para debater as demandas da população com os prefeitos, independente de bandeira política. Como exemplo, ele citou a ajuda que o Estado fará à Capital cedendo equipamentos que vão equipar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região norte.

"Nas reuniões que temos feitos com os prefeitos eu e minha equipe estamos conversando com os gestores municipais e seus secretários para discutir o que a gestão local está fazendo, ponderar as nossas ações e ver onde mais nós podemos ajudar para que os casos diminuam e vidas sejam preservadas. E todo gestor que sentir alguma dificuldade e precisar de ajuda do Governo, pode nos procurar que estamos prontos para atender", garante.

Atenção dos prefeitos
O governador finaliza a entrevista pedindo que os prefeitos coloquem o cidadão como prioridade. "É preciso que os gestores, principalmente aqueles de municípios onde os números de casos de contaminação e óbitos estejam aumentando, fiquem atentos em fortalecer a sua rede de atenção para atender o cidadão", concluiu.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...