MENU

04/08/2021 às 19h03min - Atualizada em 04/08/2021 às 19h03min

Volta às aulas: SESI/MA segue em formato híbrido e com protocolos, após um ano e meio de pandemia

Em São Luís, Imperatriz e Bacabal às aulas retornaram nesta quarta-feira (4), de modo híbrido, com revezamento de turmas.

oordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Foto: Divulgação
  
Em todo o Maranhão, às aulas do segundo semestre da rede SESI de Educação retornaram nesta quarta-feira (04), de modo híbrido, com revezamento de turmas e cumprimento de protocolos sanitários. Em Imperatriz, São Luís e Bacabal, os estudantes foram recepcionados e sensibilizados para a importância de seguir os protocolos sanitários, apesar do avanço da vacinação no Estado.

“Estamos vivendo um importante momento para nossa comunidade escolar, o retorno às aulas no segundo semestre do ano letivo de 2021 é o momento de redobrarmos a atenção com nossos alunos e com todos os profissionais que fazem parte da escola. Além disso nós precisamos tornar o ambiente escolar cada mais acolhedor, não podemos esquecer que todos os envolvidos nesse contexto estão emocionalmente fragilizados, e nós temos trabalhado nesse sentido para que tenhamos um retorno mais seguro e efetivo garantindo a qualidade que sempre tivemos em nossa educação, mas pensando sobretudo no fator humano”, disse o superintendente regional do SESI, Diogo Lima.

As medidas de prevenção e proteção continuam sendo adotadas no retorno às aulas, como o uso obrigatório de máscara por todos os alunos e profissionais da educação; aferição da temperatura de servidores, alunos e colaboradores na entrada da escola; disponibilização de álcool em gel nos corredores e salas de aula; além do escalonamento para lanche escolar.

A gerente da escola SESI Imperatriz, Amparo Alencar, destaca que alunos e professores tem se adaptado ao modelo de ensino, mas que o convívio se faz necessário. “Estamos seguindo as orientações das autoridades de saúde e do nosso estado. Tem dado muito certo. Acredito que para esse segundo semestre e com avanço da vacina seja melhor ainda, haja vista que o retorno as salas de aula e a escola configura para o bem-estar físico e mental das crianças que também precisam interagir”.

O retorno dos estudantes oferece a opção do ensino híbrido, regime presencial e remoto. Àqueles que optarem pelo ensino remoto devem comparecer ao colégio para assinar declaração. Já os alunos que são do grupo de risco e apresentam comorbidades o ideal é que ainda continuem em casa, cabendo aos pais apenas apresentarem laudo médico na escola. 

VACINAÇÃO- De acordo com a direção, cerca de 96% dos profissionais da escola já receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e muitos devem receber a segunda ainda em agosto e setembro. 

PAIS E ALUNOS- Com a inclusão de profissionais da educação no calendário de prioridades, juntamente com o avanço da imunização da população, que em muitas cidades, já iniciou a primeira dose em adolescentes de 16 anos, como é o caso de São Luís, 18 anos em Bacabal e 26 anos em Imperatriz, traz mais alívio aos pais e alunos na retomada as aulas presenciais.

“A gente fica com a incerteza do que pode acontecer por conta da pandemia, mas, graças à Deus, a maioria das pessoas já estão sendo imunizadas com a primeira ou até com as duas doses, por conta disso ficamos mais seguros com o retorno das aulas presenciais, mesmo sendo em formato hibrido. Acho importante a convivência com os colegas de sala de aula, essa convivência faz parte desse ciclo da educação. Me sinto segura com as medidas que o SESI tem para o retorno seguro das atividades presenciais e também a gente tem que fazer nossa parte, orientar os nossos filhos quanto aos cuidados e higiene”, disse Joelma Carvalho de Jesus Costa, mãe de Cauã Costa Cardoso de 12 anos, aluno do 7° ano do SESI - Escola Anna Adelaide Bello. 

Geziel Miranda (7), estudante do 2º ano, conta que estava ansioso para o retorno às aulas. “As férias foram boas, mas estava com saudades da minha escola, professores e colegas. Estudar, aprender coisas novas é muito bom”.
Luís Carlos Araújo (9), do 4º ano, também fala da alegria em poder comparecer à escola. “Estou feliz em poder voltar às aulas e reencontrar a todos. É bom poder vim na escola e não ficar só assistindo às aulas virtuais na frente do computador”
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...