MENU

03/08/2021 às 17h50min - Atualizada em 03/08/2021 às 17h50min

LATAM retoma voos de Imperatriz para Brasília; o problema é o preço

Illya Nathasje
Com os preços nas alturas, a Latam Brasil retomou ontem os voos diários para Brasília sem conexões. A pandemia provocada pela Covid-19 retirou o serviço de bordo das aeronaves, nem por isso, as companhias oferecem contrapartida nos preços. Pelo contrário, não basta as passagens estarem nas alturas, também o preço cobrado por 01 mala de 23 quilos custa o olho da cara. Interessante foi o argumento usado no passado pelas aéreas quando divulgaram que passariam a cobrar pelo transporte. Afirmaram que isso provocariam uma redução no valor das tarifas. Lembram?

Como no Brasil, passageiro é justamente o significado do termo, se tudo é passageiro, nada vale, valeu o ‘golpe’. Não tem ANAC, não tem Procon, nem promotoria de defesa do Consumidor, se quiser viajar tem que se submeter aos preços de um mercado sem concorrência. Em péssima situação financeira, a LATAM explora. E a bagagem que começou a ser cobrada em 40 reais hoje custa 133 reais. Vai escolher o assento, paga também. 

No site da empresa a passagem para Brasilia para o dia de ontem (03) custava a ‘bagatela’ de R$ 1.548,23 na Tarifa Ligth que dá direito a uma bagagem de mão com peso máximo de 10 quilos. Ainda há um porém: nesse caso, se o passageiro quiser marcar o (mais barato) assento de forma antecipada, na hora da compra, por exemplo, vai pagar até 35 reais por este. 

- É mole? Mas tem mais; Dependendo da escolha, o assento pode custar até 74 reais.

Se a escolha for pela Tarifa Plus com o despacho de uma bagagem de 23 quilos, o valor sobe para R$ 1.681,23 (133 reais ) e se escolher a Tarifa Top, com direito a marcação de assento antecipado, o valor é R$ 1.780,23. Da primeira categoria (uma ‘dicotomia” inventada pelas áreas, já que o espaço é o mesmo, a diferença é o peso da bagagem e a marcação de assento) para a última, uma diferença a mais, de 232 reais.

A companhia informou que no trecho Imperatriz/Brasília, serão 4 voos diretos no decorrer da semana e que também aumentou a malha no trecho São Luís/Guarulhos com dois outros voos (de 13 para 15), mesma situação para Brasília, com 2 voos a mais. Eram 10 passam a ser 12. 

De Brasília para Imperatriz o voo decola às 14h30 e tem chegada prevista para 16h25. Já de Imperatriz o voo sai do Aeroporto Prefeito Renato Moreira às 17h05 com chegada ao Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek às 19h00. 

Ouvidos ontem no saguão do aeroporto, diversos passageiros afirmaram que a retomada dos voos Imperatriz/Brasília apesar do preço exorbitante alivia um pouco a necessidade, mas resolve em parte, já que em outros 03 dias da semana implica em voos com conexão por São Paulo, o que resulta em tarifa mais cara por uma viagem mais longa com conexões que duram no mínimo, 6h50 podendo chegar ao absurdo de até 19h10. Ou seja, sai hoje, chega amanhã, com a diária de hotel pelo meio.

A reportagem checou essa conexão que dura 19 horas. Sai de Imperatriz ás 12h55 chega em Guarulhos às 15h55, troca de aeroporto: de Guarulhos para Congonhas onde depois de 6 horas de espera, sai às 22h05 para Porto Alegre onde chega às 23h45 e sai na manhã seguinte às 05h35 para chegar em Brasília às 08h05. Nesse caso, o passageiro nem faz um corujão, é pau de arara mesmo.

- Realmente, como disse nosso passageiro no parágrafo anterior: É um absurdo!
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...