MENU

03/08/2021 às 17h43min - Atualizada em 03/08/2021 às 17h43min

Prefeitura e Steei dialogam sobre a volta às aulas

Semed retificou a necessidade de garantir a segurança dos profissionais, destacando que até agora apenas 36% dos servidores da educação receberam a aplicação da 2ª dose da vacina

Sara Ribeiro
Secretaria de Educação
Durante a reunião, o secretário José Antônio também anunciou a implantação de um centro de saúde psicossocial e da voz exclusivo ao servidor da educação, com equipe multiprofissional - Foto: Assessoria
 
Secretário de Educação, José Antonio Pereira, reuniu-se com representantes do Sindicato dos trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Imperatriz (Steei) e Conselho Municipal de Educação (CME) para diálogo sobre a volta às aulas presenciais da rede municipal e carga horária de servidores.

Com a liberação do Governo do Estado sobre a retomada das aulas presenciais, criou-se a expectativa do posicionamento do Município sobre o assunto.

Sensato em suas decisões, amparadas pela aprovação do prefeito Assis Ramos, o secretário retificou a necessidade de garantir a segurança dos profissionais, destacando que até agora apenas 36% dos servidores da educação receberam a aplicação da 2ª dose da vacina contra a Covid-19. “Não é prudente exigir o retorno presencial ou híbrido com volume muito grande de profissionais sem a segunda dose”.

Sobre a carga horária dos profissionais que voltou a ser cumprida em período integral após a liberação do Município, por meio do decreto n° 53/2021, a Secretaria ficou de avaliar a necessidade de revezamento ou não. “Apresentamos as nossas considerações ao secretário e pedimos a redução da carga-horária para os servidores, medidas preventivas de saúde, até que haja segurança e estabilidade para o retorno geral. Sabendo da prudência do secretário, vamos aguardar sua análise do assunto”, destacou Francisco Messias, presidente Steei.

Durante a reunião, o secretário José Antônio também anunciou a implantação de um centro de saúde psicossocial e da voz exclusivo ao servidor da educação, com equipe multiprofissional com psicólogo, otorrino, psiquiatra, fonoaudiólogo, assistente social. Atendimento específico não só para professores, mas todos os servidores da educação.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »