MENU

31/07/2021 às 00h00min - Atualizada em 31/07/2021 às 00h00min

Homem suspeito de promover arrastão em Wanderlândia é preso pela Polícia Civil no norte do Estado

Suspeito estava com um comparsa e efetuou ao menos quatro roubos a transeuntes.

Rogério de Oliveira
Ascom SSP/TO
Homem suspeito de comer série de roubos em Wanderlândia é preso pela Polícia Civil - Foto: DICOM SSP TO
 
Um homem de 20 anos, suspeito de praticar uma série de roubos a transeuntes, na noite do dia 16 de julho de 2021, na cidade de Wanderlândia, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins, através de ação conjunta realizada por policiais civis da 30° Delegacia de Wanderlândia, com apoio da 29ª DP Araguaína e 32ª DP de Babaçulândia, na manhã desta sexta-feira, 30. 

Coordenada pelo delegado-chefe da 30ª DP, Alexander Pereira da Costa a prisão foi realizada na cidade de Babaçulândia, em cumprimento a mandado de prisão temporária, expedido pela Vara Criminal de Wanderlândia. Na oportunidade, os policiais civis também deram cumprimento a mandado de busca e apreensão na residência que era ocupada pelo suspeito. No local, foi localizada uma carteira, subtraída de uma das vítimas.

Os crimes 

Segundo a autoridade policial, na noite do dia 16 de julho do corrente mês, o indivíduo preso hoje, juntamente com um comparsa foi até o município de Wanderlândia, onde passou a abordar transeuntes no sentido de praticar os roubos. Portando armas de fogo e conduzindo uma motocicleta, os investigados fizeram ao menos quatro vítimas de quem roubaram todos os pertences, incluindo aparelhos celulares, carteira e dinheiro. 

Ainda segundo o delegado, os crimes em série foram praticados em um curto espaço de tempo e levaram pânico e terror a população. “Os dois indivíduos praticaram uma série de crimes que levaram terror à população, pois agiam sempre com muita violência e rendiam as vítimas, com o uso de armas de fogo. Dessa forma intensificamos as investigações para identificar os dois suspeitos e efetuar a prisão dos mesmos, pois trata-se de pessoas de alta periculosidade”, ressaltou o delegado. 

Após ser preso, o homem foi conduzido até a sede da 30ª DP e após a realização das providências legais cabíveis, recolhido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...