MENU

01/08/2021 às 22h56min - Atualizada em 01/08/2021 às 22h56min

PC, PM e Demup realizam operação para combater perturbação do sossego

Em Araguaína, veículos equipados com grande aparelhagem sonora foram apreendidos durante fiscalização

Jéssica Sá
Governo do Tocantins
Veículo equipado com aparelhagem sonora foi multado e apreendido durante ação de fiscalização, em Araguaína - Foto: Polícia Civil do Tocantins

  
A Polícia  Civil do Tocantins (PC-TO) por meio da 3ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo (Deimpo), com apoio da Polícia Militar (PM) e do Departamento Municipal de Posturas e Edificações (Demup) realizaram, na noite de sexta-feira, 30, ações de combate a poluição sonora e perturbação do sossego alheio. As ações são resultado do planejamento estratégico entre os órgãos envolvidos, diante do grande número de ocorrências e a forma como tais veículos têm atingido a qualidade de vida da população.

De acordo com a Polícia Militar, os acionamentos ao 190 chegam aos 80 por dia só de perturbação da paz e sossego públicos. Por meio de investigações e levantamentos promovidos pela Polícia Civil, a principal causa é proveniente da pressão sonora advinda desse tipo de aparelhagem ilegal.

“A pandemia potencializou a incidência desse tipo de atividade ilegal, aproveitando-se do direcionamento do esforço das polícias no apoio às medidas contra a COVID - 19, ao custo do sacrifício da paz das pessoas, do direito que elas tem de, dentro de suas casas, não serem invadidas pela falta de educação e limites desses infratores”, ressalta o delegado titular da Deimpo de Araguaína, Fernando Rizério Jayme.

Em poucas horas, foram apreendidos cinco veículos equipados com grande aparelhagem sonora e vários outros foram multados, guinchados e levados até o pátio municipal, onde só serão liberados após a regularização. Os veículos que tiverem denúncias de reclamação ou que sejam alvo de investigações do tipo, serão apreendidos criminalmente para apuração em processo criminal, podendo ocorrer a perda da aparelhagem sonora.

As operações serão realizadas constantemente, com dias e horários diversos, tendo como alvos tanto veículos com som adaptado ligado em trânsito quanto estacionados, já que a utilização desse tipo de som é totalmente proibida pelas legislações.

A PC-TO informa ainda que, estando munidos de decibelímetro, mesmo desnecessário, caso as medições sejam superiores aos 85 decibéis, o responsável será preso em flagrante por crime ambiental, cuja pena alcança os 04 anos de prisão.

Denúncias podem ser direcionadas ao canal do 190, 197 ou da DEMUPE.
 

Veículo foi guinchado e levado até o pátio municipal - Polícia Civil do Tocantins

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...