MENU

26/07/2021 às 20h59min - Atualizada em 26/07/2021 às 20h59min

Médico é assassinado por policial militar em bar na Beira Rio

Até o fechamento desta edição, Adonias Sadda ainda não tinha sido preso

Dema de Oliveira
Médico Bruno Calaça Barbosa, assassinado pelo militar... ...Policial militar Adonias Sadda está sendo procurado - Fotos: Divulgação/Redes Sociais
   
Um policial militar, identificado por Adonias Sadda, matou o jovem Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos, médico que tinha dez dias de formado.

O crime ocorreu por volta de 3h20 da madrugada desta segunda-feira (26), em um bar localizado na Beira Rio. 

De acordo com informações da PM, a guarnição da área já tinha ido encerrar as atividades no local por duas vezes, mas câmeras de segurança revelaram que as atividades continuaram dentro. O médico morreu depois de que um homem, não identificado, discutiu com ele. Depois o homem se aproxima do policial militar e momentos depois o PM atirou no médico, que ficou de pé por alguns segundos e, em seguida, caiu já em óbito, para desespero de todos que se encontravam no local.

O policial militar está foragido, como também o amigo dele que o induziu a atirar fatalmente no médico. Durante toda a madrugada PM e PC realizaram buscas nos endereços localizados como sendo do militar, mas ele, pelo menos até o fechamento dessa edição, ainda não tinha sido encontrado. 

O carro de propriedade do policial Adonias Sadda permaneceu no local onde ocorreu ocaso e no fim da manhã foi guinchado para o pátio da Delegacia Regional de Polícia Civil. 

Em Imperatriz

Está sendo esperada hoje em Imperatriz a cúpula da Segurança do Estado, composta pelo secretário Jefferson Portella e o Comandante Geral da PM/MA, Pedro Ribeiro, como sempre fazem quando há desvio de conduta de qualquer policial militar ou civil.

O Comandante Pedro Ribeiro, em entrevista à imprensa na manhã de ontem, já se manifestou dizendo que “a própria Polícia Militar está em diligências para capturar Adonias Sadda. Nós vamos dar a resposta necessária, com a prisão e exclusão dele da Corporação, para que seja julgado e condenado pela justiça”.

Pedro Ribeiro denominou o policial militar Adonias Sadda de “covarde, frio e mau”.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...