MENU

22/07/2021 às 19h45min - Atualizada em 22/07/2021 às 19h45min

Polícia prende em Imperatriz suspeito de integrar quadrilha de hackers

Ascom/PC-MA
Material apreendido em 2020 com um dos líderes da quadrilha de hackers - Foto: Divulgação/Polícia Civil
 
A Polícia Civil prendeu em Imperatriz acusado de ser um dos líderes de uma quadrilha de hackers, que causou um prejuízo de cerca de R$ 13 milhões ao Nubank, com vítimas no Maranhão e outros estados. 

Segundo a polícia, os hackers enviavam um e-mail ou SMS falso para coletar dados das vítimas. Com as informações, eles invadiam as contas de clientes e conseguiam transferir altos valores, fazendo a instituição financeira arcar com o prejuízo. 

Nesta quarta-feira (21), de acordo com a polícia, um dos suspeitos estava com computador e notebook ligados e ‘hackeando’ contas de vítimas, de modo a extrair dados pessoais. 

O nome do preso não foi revelado pela polícia. Ele foi encaminhado para a Central de Custódia de Imperatriz. 

A prisão faz parte do desdobramento da segunda fase da “Operação Ostentação” ocorrida em Imperatriz, no mês de dezembro de 2020. Desde a deflagração da operação, já foram cumpridos mandados de prisão nos Estados do Maranhão, Goiás e Tocantins. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...