MENU

20/07/2021 às 18h06min - Atualizada em 20/07/2021 às 18h06min

Congresso recebe iluminação amarela em apoio ao combate às hepatites

Julho Amarelo foi criado em 2019 para incentivar a população a fazer testes para as hepatites virais B e C. Sem tratamento, a doença pode evoluir para cirrose e câncer.

Marcelo Brandão
Agência Brasil* - Brasília
Julho Amarelo é celebrado no Brasil desde 2019 - Foto: © Jonas Pereira/Agência Senado

  
A partir da noite de hoje (20), o Congresso Nacional será iluminado com a cor amarela, em apoio ao Julho Amarelo, campanha nacional de combate às hepatites virais. O engajamento do Congresso na campanha foi um pedido do Ministério da Saúde e dos deputados Alexandre Padilha (PT-SP) e Bozzella (PSL-SP). O prédio ficará iluminado até o dia 30.

O Julho Amarelo foi criado em 2019 para incentivar a população a fazer testes rápidos para diagnóstico das hepatites virais, doenças que infecciosas que atacam principalmente o fígado. Cerca de 74% dos casos confirmados de hepatites virais no Brasil são a B e a C. Sem tratamento adequado, o paciente pode evoluir para cirrose e até câncer de fígado.

O teste é rápido, basta uma picada no dedo e o resultado sai em cinco minutos. O exame pode ser feito via SUS em qualquer unidade básica de saúde, onde também é iniciado o tratamento.

Bozzella é coordenador da Frente Parlamentar Mista de Combate às Hepatites Virais. Ele foi um dos articuladores da decisão do Ministério da Saúde, em 2020, que ampliou o acesso ao tratamento da doença, ao abreviar o tempo entre a prescrição médica e o recebimento dos medicamentos pelo paciente. A demanda fazia parte das iniciativas do Movimento Brasileiro das Hepatites e do Grupo Esperança, de apoio às pessoas com hepatite viral.

*com informações da Agência Senado
  


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...