MENU

12/07/2021 às 19h54min - Atualizada em 12/07/2021 às 19h54min

Egressos e estudante da UFMA são aprovados em cursos de pós-graduação na USP e Unicamp

Hérika de Almeida - UFMA
Foto: Divulgação
 
Dois egressos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), câmpus de São Luís, foram aprovados para doutorado em Química nas Universidades de São Paulo (USP) e Estadual de Campinas (Unicamp). Além deles, uma estudante do curso de Química Industrial, com previsão para concluir a graduação ainda este semestre, foi aprovada para o mestrado em Química na Unicamp.  

Licenciado em Química pela UFMA, Antonio Gomes dos Santos Neto, tem 25 anos e é mestrando em Química na Universidade. Recentemente, ele foi aprovado para o doutorado no curso de Química simultaneamente em duas instituições: na USP, em primeiro lugar, e na Unicamp, em quarto.

Com orgulho, Neto descreve a sua trajetória acadêmica, destacando as pequenas conquistas ao longo da graduação. “Sempre fui de escola pública. Entrei na UFMA em 2014 e iniciei o mestrado em 2019. Fiz quatro indicações científicas na área de eletroquímica. Durante esse tempo, ainda fui professor voluntário de uma escola pública. Participei durante dois anos do Diretório Acadêmico de Química, sendo um ano, como vice-presidente. Enquanto acadêmico, fui premiado duas vezes. Em 2015, conquistei o 1º lugar no Seminário de Iniciação Científica (Semic), na categoria melhor trabalho de exatas. E, no ano seguinte, fui premiado em 4º lugar no Congresso Brasileiro de Química. Já em 2018, tive trabalho publicado em revista internacional. Então, a aprovação no doutorado representa uma mistura de felicidade, adrenalina e gratidão, pois sempre busquei conhecimento e trabalhei durante todos esses anos para isso”, declarou.

Egresso da UFMA, José Antonio de Oliveira Júnior tem 26 anos e cursou graduação em Engenharia Química e mestrado na mesma instituição. Também aprovado para o doutorado em Química de duas universidades de São Paulo, ele relata os desafios que enfrentou para conquistar o bom resultado. “Sempre me interessei pela área acadêmica. A trajetória até a aprovação foi bem difícil, principalmente na pandemia. Estudar e me preparar para o processo seletivo, fazer pesquisa e escrever dissertação e artigo, foi muito complicado. Escolhi esse curso pois sempre me interessei pela química e ciência, desde o ensino médio. Os programas da USP e Unicamp são de ótimas avaliações. Além disso, existe a oportunidade de bolsa e estágio no exterior. Então, o resultado representa um sentimento de orgulho”, enfatizou.

Ainda cursando a graduação de Química Industrial, Camila Silva de Sousa, 26 anos, conquistou o 9º lugar para o mestrado em Química da Unicamp. Sobre a aprovação, ela revela os motivos que a incentivaram a lutar por uma vaga na instituição. “Desde o início da graduação, sempre busquei oportunidades em participar de eventos acadêmicos e produções científicas, procurando obter conhecimento e experiência na área de Química. Durante quatro anos, dediquei-me à iniciação científica, onde participei de projetos de pesquisa para desenvolver, caracterizar e aplicar sensores eletroquímicos e fotoeletroquímico, os quais me renderam uma premiação e dois artigos científicos, ambos publicados pela revista Journal of Solid State Electrochemistry, em 2017 e 2020. Um dos pontos que me chamaram atenção na Unicamp foi o elevado nível em pesquisa científica, principalmente na área de Química Analítica, a qual tenho enorme interesse. Ao ingressar na instituição, almejo produzir pesquisas que contribuirão para a sociedade, visto que a Universidade oferece um vasto conhecimento, alto número de publicações, pesquisas avançadas e laboratórios bem equipados. Portanto, acredito que realizar o mestrado nessa universidade será um grande diferencial no meu currículo”, afirmou.

O início das aulas está previsto para o mês de setembro de 2021.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...