MENU

11/07/2021 às 00h00min - Atualizada em 11/07/2021 às 00h00min

Livros & Leitura

Da Redação
GB Edições

Larousse dos Óleos Essenciais

Renovar as energias, aliviar o estresse, o cansaço e as tensões do dia a dia, são essenciais para a vida moderna. Durante a pandemia houve um aumento no número de pessoas que recorreram a tratamentos naturais, a fim de evitar a saída de casa em casos de males menores e doenças leves. Com extraordinárias propriedades medicinais, os óleos essenciais podem curar ou fazer parte do tratamento de muitas doenças cotidianas: distúrbios do sono, dores de estômago, infecções, reumatismo, problemas de pele e cabelo. Também são de ótima ajuda com a saúde mental, auxiliando no alívio de mal-estares, ansiedade ou depressão e sintomas do estresse. A aromaterapia é um tratamento indicado para todos os tipos de pessoas, mas requer alguns cuidados que o naturopata parisiense Thierry Folliard descreve em detalhes em “Larousse dos Óleos Essenciais”, sua primeira publicação no Brasil, pela Editora Alaúde. O livro apresenta cerca de 160 tipos de óleos essenciais que são descritos em detalhes – propriedades, aplicações e usos, particularidades da planta, princípios ativos e contraindicações. Ainda, faz parte do livro um dicionário prático de dezenas de males e doenças para as quais há recomendações de óleos essenciais ou combinações seguras deles para tratamento ou alívio de sintomas.
O livro tem 352 páginas.

O Algoritmo do Cavalo

Em “O Algoritmo do Cavalo – Um Ensaio Sobre Comunicação Interespécies”, Darko Magalhães, especialista em domesticação e correção comportamental de cavalos, alia técnica à experiências pessoais para apresentar seu método genuíno e amoroso de doma e treinamento de cavalos. O prefácio é do cavaleiro de adestramento Sergio de Fiori, com ilustrações de Tata de Fiori. Fruto de 10 anos de experiência, “O Algoritmo do Cavalo” cruza histórias pessoais com técnicas do trabalho com cavalos, levando o leitor a conhecer um método organizado e coerente para treinar cavalos sem qualquer uso de violência. Sem perceber, o leitor encontra-se dialogando com o autor de maneira leve e divertida. De leitura fluida, sete histórias de cavalos se misturam com o desenvolvimento da evolução da espécie, aproximando o leitor do que o autor chama de "como os cavalos pensam". “De maneira indireta, meu objetivo é construir uma narrativa de vínculo afetivo com os animais, como realmente é minha vida com eles”, aponta o autor. “Espero transmitir, com a obra, uma maneira de se comunicar com cavalos, utilizando uma abordagem sutil e consciente através dos gestos e do controle do estado interno.” O cavaleiro de adestramento Sergio de Fiori, que prefacia a obra, enxerga o livro como uma construção sobre dois alicerces: a técnica e a arte. “Aprender a trabalhar com cavalos, afinal, é um caminho que envolve uma grande capacidade de enamoramento e de disposição para afetar-se de alguma forma pelo outro. É desse pêndulo entre técnica e arte, estudo e vivência, entre um tom analítico e um tom confessional, que essa leitura pretende levar inspiração aos humanos e conforto aos cavalos”, escreve.
Lançada pelo NADA Studio Criativo, a obra, com 224 páginas, está disponível para venda no site do autor. 

Como Remover um Presidente

Desde os anos 1990, quando a América Latina se livrou de seus vários regimes autoritários, raramente o continente viveu um ano sem um impeachment consumado, ou ao menos a ameaça séria de um. Só no Brasil, houve mais de 250 denúncias de crime de responsabilidade e o afastamento de dois presidentes. “Em Como Remover um Presidente”, o jurista Rafael Mafei reconstitui o desenvolvimento histórico do impeachment – seu surgimento na Inglaterra, importância para a Constituição americana e utilização no Brasil –, para então examinar a fundo não apenas os casos de Collor e Dilma, que marcaram o país na redemocratização, mas também as tentativas contra Vargas, FHC, Lula e Bolsonaro. Neste livro fundamental e urgente – e que já nasce clássico –, Mafei lança nova luz sobre os elementos que podem evitar que nossa democracia esteja sob permanente ameaça de “quarteladas” ou “parlamentadas”, ou condenada a sucumbir quando um tirano vencer  uma eleição.
Com 450 páginas, o livro é da Editora Zahar.

Risque Esta Palavra

A poesia de Ana Martins Marques atesta que as palavras são capazes de tudo: de absorver o que está ao redor – na tentativa de compreender o mundo –, mas, sobretudo, de criar novos mundos. Em seus versos, que nascem da observação e da curiosidade, a linguagem às vezes serve para pensar. Outras vezes, as palavras são deixadas de lado e dão lugar a um "buraco cheio de silêncio". E então a poeta conclui: "um poema não é mais do que uma pedra que grita". Em “Risque Esta Palavra”, uma das vozes mais celebradas da literatura hoje cria uma espécie de inventário de experiências afetivas. Com clareza, inquietação e extrema habilidade, Ana Martins Marques mapeia os encontros e desencontros, a paixão e o luto, e prova que "quase só de palavras se faz o amor".
Com 120 páginas, o livro é da Editora Companhia das Letras.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...