MENU

06/07/2021 às 17h45min - Atualizada em 06/07/2021 às 17h45min

Esquema de compra fraudulenta contra empresas na Capital é desarticulado pela PC-CE

Da Redação
Ascom PC/CE
Foto: Divulgação - Ascom PC/CE
  
Após chegar ao conhecimento da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), um esquema fraudulento de compras em Fortaleza foi desarticulado na noite dessa segunda-feira (6). Um homem foi preso em flagrante quando se preparava para receber um carregamento, adquirido por meio de uma ação criminosa, avaliado em pouco mais de R$ 46 mil. A ação foi conduzida pelo 34° Distrito Policial (DP). Outros dois suspeitos foram identificados mediante as diligências dos investigadores da delegacia distrital. As informações foram repassadas na manhã desta terça-feira (6), em coletiva de imprensa.

O caso chegou ao conhecimento dos investigadores após a empresa vítima noticiar o fato por meio de Boletim de Ocorrência. De acordo com o relato, os suspeitos entravam em contato por meio de televenda e negociavam compras de materiais em aço. A empresa repassava um link para que o pagamento fosse efetuado e, no ato, os suspeitos utilizavam dados de cartões de terceiros para consolidar a compra. Inicialmente, o pagamento era confirmado, mas depois havia a contestação da vítima, o que gerava prejuízo para a empresa.

De posse disso, as equipes policiais iniciaram as diligências e chegaram a uma pessoa que negociou, na manhã de ontem, um carregamento de cinco toneladas de vergalhão. O local da entrega era um comércio, no bairro Passaré, na Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) de Fortaleza. Lá, as equipes efetuaram a prisão de José Ailson Façanha Galeno Júnior. No ocasião, outras duas pessoas também foram identificadas.O suspeito preso foi encaminhado à sede do 34° Distrito Policial (DP), onde foi autuado em flagrante por receptação qualificada e associação criminosa.

“É um grupo especializado em estelionato com compras só por meios virtuais. Inclusive estamos com as investigações em andamento e há a possibilidade também de uma carga de madeira que eles compraram dessa forma durante o mês de junho. Nós daremos prosseguimento às apurações e empreenderemos mais diligências”, disse o delegado titular do 34° DP, Fernando Cavalcante.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3101-4926, do 34º DP. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...