MENU

28/06/2021 às 12h10min - Atualizada em 29/06/2021 às 00h00min

NVIDIA Enterprise colabora com Google Cloud para criar o primeiro laboratório de IA no 5G para acelerar o desenvolvimento da tecnologia no mundo

Laboratório de inovação conjunto irá oferecer suporte a fornecedores na concepção, teste, otimização, validação de aplicações de 5G e IA, executados no local e no Google Cloud

Luiz Valloto
SALA DA NOTÍCIA
BARCELONA, Espanha — Mobile World Congress — 28 de junho de 2021 — A NVIDIA Enterprise e o Google Cloud anunciam que estão criando o primeiro Laboratório de Inovação de Inteligência Artificial (IA) no 5G do setor, oferecendo às empresas de infraestrutura de rede e aos parceiros de software de IA a capacidade de testar e adotar soluções que aceleram a criação de cidades e fábricas inteligentes e outras aplicações avançadas de 5G e IA.

Para promover o desenvolvimento da economia da Internet das Coisas, o laboratório disponibilizará às empresas acesso aos serviços da Google Anthos e às plataformas de hardware e software de computação aceleradas pela NVIDIA, que permitem usar dados e IA para impulsionar o desempenho dos negócios e aumentar a eficiência operacional, além de otimizar a segurança e a confiabilidade. A previsão é de que o laboratório será inaugurado no segundo semestre do ano.

"O setor mundial de telecomunicações está passando por uma grande transformação, pois a velocidade e a baixa latência do 5G oferecem oportunidades inéditas de disponibilizar IA no 5G para a digitalização na borda empresarial. Essa colaboração com o Google Cloud para criar o primeiro Laboratório de Inovação Aberta de IA no 5G do setor ajudará as operadoras de rede e as empresas de infraestrutura a gerarem mais lucro com base em IA e machine learning", afirma Ronnie Vasishta, vice-presidente sênior de telecomunicações da NVIDIA.

“Pesquisadores e desenvolvedores no Brasil poderão aproveitar muito a criação do Laboratório de Inovação Aberta de IA no 5G. Para se trabalhar com IA é necessário uma série de requisitos tecnológicos que nem sempre têm custo baixo. Levar a IA no 5G para a nuvem é uma forma de democratizar o acesso e ajudar startups no processo de criação”, explica Marcio Aguiar, diretor da NVIDIA Enterprise na América Latina.

Ecossistema de IA no 5G em crescimento

Em abril, a NVIDIA anunciou que vai colaborar com o Google Cloud, a Fujitsu, a Mavenir, a Radisys e a Wind River para desenvolver soluções para a plataforma de IA no 5G da NVIDIA. O Google Cloud ampliará a plataforma de aplicações Anthos para a borda da rede, permitindo que empresas e fornecedores de serviços de telecomunicações ofereçam novos serviços e aplicações na borda com 5G com rapidez.

“O Google Cloud, com nossa plataforma de aplicação Anthos, está permitindo que provedores de serviços e empresas em muitos mercados verticais se conectem perfeitamente por 5G na extremidade da rede”, conta Shailesh Shukla, vice-presidente e gerente geral de rede do Google Cloud. “Estamos entusiasmados em estender nossa colaboração com a NVIDIA para oferecer um laboratório de inovação conjunto, que fornece a infraestrutura necessária para empresas, provedores de serviços de comunicação e parceiros, desenvolverem, testarem e implantarem suas aplicações de IA na borda.”
A Anthos oferece uma plataforma consistente para a implementação de aplicações com uma visão do ambiente voltada para o serviço. Com a plataforma, os clientes podem criar e implantar aplicações empresariais em contêineres mais rapidamente com o Kubernetes gerenciado na nuvem, on premises e na borda da rede.

Anthos é compatível com servidores acelerados por GPU da NVIDIA, o que possibilita a instalação e uma experiência operacional consistentes nas implantações, reduzindo sobrecargas custosas e aumentando a produtividade dos desenvolvedores. A plataforma também protege aplicações e cadeias de suprimentos de software, além de oferecer uma abordagem focada nos resultados para a gestão de políticas das aplicações nos ambientes, um recurso fundamental para operadoras de rede e empresas que disponibilizam IA no 5G.

Desenvolvimento de hardware e software da NVIDIA

As empresas, as operadoras de rede móvel e os fornecedores de serviços em nuvem que implementarem a plataforma de IA no 5G da NVIDIA terão acesso a 5G e computação de IA na borda em um único ambiente convergente. A plataforma usa o kit de desenvolvimento de software NVIDIA Aerial™ com a NVIDIA BlueField®-2 A100, uma placa convergente que combina GPUs e DPUs, além da solução "5T para 5G" da NVIDIA. Assim, será possível criar aplicações de IA e RAN 5G de alto desempenho em uma plataforma ideal para gerenciar robôs de manufatura de precisão, veículos autoguiados, drones, câmeras sem fio, caixas de self-checkout e centenas de outros projetos transformadores.

O SDK NVIDIA Aerial, a NVIDIA Metropolis, o NVIDIA Isaac™ e o NVIDIA Clara™ são partes integrais do ecossistema de IA por 5G, e podem ser implementados em um único Sistema Certificado pela NVIDIA com GPUs e DPUs NVIDIA em uma única placa. Essas soluções estarão disponíveis para testes e validação no laboratório.

Relacionado às novidades apresentadas, a NVIDIA anunciou que sua plataforma de computação Aerial A100 AI-on-5G de última geração incorporará 16 núcleos de CPU baseados em Arm na NVIDIA® BlueField®-3 A100. Isso resulta em uma placa convergente autocontida que oferece aplicações corporativas de IA na borda sobre vRAN 5G nativa da nuvem, com desempenho aprimorado por watt e tempo de implantação mais rápido.

Data Centers de IA por 5G da NVIDIA: da borda à nuvem

As RANs definidas por software são essenciais para a construção de uma infraestrutura 5G moderna, capaz de executar várias aplicações em uma plataforma comum. O NVIDIA Aerial oferece elasticidade para as mudanças no tráfego de rede ao longo do dia e a flexibilidade para fornecer serviços baseados nas necessidades dinâmicas dos clientes, o que garante o melhor uso possível.

A plataforma NVIDIA EGX™ oferecida por OEMs por meio de sistemas certificados pela NVIDIA, traz recursos de computação de IA para a borda, onde os dados são criados. Com a plataforma, os fabricantes de servidores também podem conectar GPUs e DPUs da NVIDIA para criar data centers hiperconvergentes na borda.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...