MENU

03/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 03/09/2020 às 00h00min

Prefeitura realiza cadastro de artistas imperatrizenses

O banco de dados servirá para o planejamento de ações voltadas para o fomento cultural na cidade

Rafael Pestana
(Ascom)
O presidente, Olímpio Pereira Marinho Filho, juntamente com o coordenador de planejamento e projetos, Samuel Souza, já estão trabalhando nas medidas de fomento cultural que a FCI irá adotar - Rafael Pestana
A Prefeitura de Imperatriz está realizando o cadastro online de todos os artistas imperatrizenses. A iniciativa, que é executada por intermediação da Fundação Cultural de Imperatriz, FCI, tem como objetivo reunir as principais informações dos trabalhadores atuantes no cenário da cidade. O levantamento servirá como referência para futuros contratos e projetos que serão desenvolvidos pela Fundação, e também para nortear como será realizada a aplicação de verbas advindas do Governo Federal, por intermédio da Lei de Emergência Cultural. Denominada como Lei Aldir Blanc, foi criada com o intuito de promover ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia da Covid 19.
Podem se cadastrar artistas de todo segmento cultural, artistas plásticos, artesanato, fotografia, quadrinhos, entre outros. "O município precisa criar uma base de dados para levantar as informações do cenário cultural da cidade. Esse levantamento abrange o artista solo ou como banda, também pode ser realizado o cadastro como pessoa física ou jurídica, empresas de eventos, que normalmente trabalham com a realização de shows e instituições culturais, como a Academia de Letras, associações, grupos ou companhias", destaca Olímpio Pereira Marinho Filho, Gury, presidente da Fundação Cultural.
O cadastro já se encontra disponível no site oficial da Prefeitura Municipal de Imperatriz: https://cultura.prefeituradeimperatriz.com/. O artista, ou a instituição cultural, terá que criar um nome de usuário e senha, podendo alimentar com mais informações o seu cadastro sempre que necessário. As informações não pessoais estarão disponíveis para consulta pública.
Em relação às pessoas jurídicas, "é a base de dados desse cadastro que servirá para que sejam elaborados os editais de cultura para a realização de eventos, lives, premiações, manutenção de espaços artísticos, instituições, cooperativas e organizações que tiveram suas atividades interrompidas devido à pandemia do novo coronavírus", explica Samuel Souza, coordenador de planejamento e projetos da FCI.
Para os artistas de modo geral, a FCI realizará os editais de premiações, contemplando quem trabalham com cultura popular, artes visuais, música, artes cênicas, cultura urbana e étnica, movimentos negros e indígenas e literatura. Os editais servirão para fomento de espetáculos, ou de produção de lives, com cachê ou incentivo cultural. Por exemplo, no caso de um artista plástico, ele pode participar do edital e pegar o recurso para realizar a produção de duas ou três telas e, a contrapartida dele, será a exposição da tela juntamente com outros artistas que também serão contemplados com o edital. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...