MENU

14/06/2021 às 17h38min - Atualizada em 15/06/2021 às 00h00min

Neo vivencia processo de transformação digital ao recrutar, contratar e treinar colaboradores durante a pandemia

Empresas que prestam serviços essenciais estreitaram parcerias com a Neo para atender a seus consumidores. Mesmo com o distanciamento social e o home office, companhia segue contratando para atender à alta demanda por pessoas e tecnologia

Carol Herling
SALA DA NOTÍCIA / www.neobpo.com.br
A Neo, especialista em tecnologia e na criação de produtos digitais, segue concentrando todos os seus esforços para manter operações essenciais à população em pleno funcionamento em tempos de pandemia. A empresa, que atende a Clientes que prestam serviços essenciais (como fornecimento de oxigênio hospitalar, bancos e diversos SACs dos mais variados segmentos) acolheu a demanda que veio dos atendimentos presenciais que não puderam mais ocorrer diante da pandemia e buscou talentos utilizando a tecnologia como ferramenta. Este movimento ágil também chegou ao RH, que também experimentou mudanças em seus processos, passando parte deles para o modelo de transformação digital.
Segundo Ana Alice Limongi, diretora de desenvolvimento humano e organizacional da Neo, o principal desafio mapeado no início da pandemia foi a manutenção do atendimento aos Clientes - principalmente aqueles que mantêm contratos para os serviços de atendimento ao consumidor dos serviços essenciais que não podem ser interrompidos, como fornecimento de oxigênio, energia e telefonia -, bem como a expansão dessas operações, já que o aumento da procura por atendimento pelos consumidores gerou a necessidade de mais contratações. “Em meio a tudo isso, tínhamos que zelar de forma integral pela saúde dos nossos colaboradores. As operações não podiam permanecer na estrutura padrão em que estavam para não pôr em risco a saúde dos funcionários, que desde o primeiro momento trabalham mantendo o devido distanciamento. Sendo assim, acabamos por criar uma necessidade de home office para o setor que, até aquele momento, não existia, e colocamos seis mil pessoas trabalhando em suas casas em apenas dez dias”, explica. 
Em paralelo, a Neo buscou garantir o apoio ao trabalho dos gestores de recursos humanos, ao mesmo tempo em que investiu em estratégias que proporcionam agilidade e assertividade nos processos de seleção e contratação. “Lidamos simultaneamente com vidas e com o negócio em si, que se transformou muito rapidamente. As mudanças que vivenciamos em poucas semanas levariam em torno de cinco anos para acontecer. Essa rapidez foi crucial para a sustentação da empresa. Por outro lado, as pessoas se permitiram participar de processos seletivos, de recrutamentos e de treinamentos remotos, ou seja, essa transformação acabou por impactar todas as frentes. Em resumo, ninguém saiu igual desse processo”, conta Ana Alice.
O cuidado com a saúde física e mental dos colaboradores durante a pandemia também tem sido um outro ponto de preocupação e acompanhamento do time de saúde e segurança da Neo como forma de garantir a qualidade de vida das equipes e do atendimento prestado aos Clientes. “É de suma importância para a população contar com esses serviços nestes tempos difíceis, sobretudo na área da Saúde. É muito gratificante prestar este serviço a toda a sociedade e nos empenhamos ao máximo para que todos os nossos colaboradores estejam a salvo enquanto sanam essas demandas tão urgentes. Nossos Clientes percebem os nossos esforços e veem que somos mais que prestadores de serviços, somos parceiros que se preocupam em fidelizar o relacionamento com eles”, conclui Ana Alice Limongi.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...