MENU

07/06/2021 às 19h38min - Atualizada em 07/06/2021 às 19h38min

Acusado de feminicídio em Imperatriz senta no banco dos réus nesta quinta-feira

Jocélio Kerlysson Pereira Dantas é acusado de matar a companheira com tiro na cabeça em 2018

Dema de Oliveira
Jocélio matou Jaini com tiro na cabeça - Foto: Arquivo/O PROGRESSO
  
Jocélio Kerlysson Pereira Dantas, acusado de matar a companheira em 2018, vai à Júri Popular nesta semana, por feminicídio. O julgamento está marcado para a próxima quinta-feira (10). Jaini Ferreira Oliveira, de 18 anos, foi morta em casa, no Mercadinho, com um tiro na testa.

O crime aconteceu em setembro de 2018. O homem deixou o corpo da mulher com a filha do casal, de apenas 2 anos. Jocélio ainda tentou fugir, mas foi localizado e preso pelas forças policiais, no interior de um ônibus em Peritoró, na região central do estado.

Familiares relataram à polícia que o casal vivia uma relação tumultuada e acumulava diversos términos.

O caso 

Jocélio Kerllyson Pereira Dantas assassinou a companheira Jaini Ferreira Oliveira após uma discussão, ocorrida durante a madrugada, na casa onde morava, no Mercadinho. Jaini foi morta com um tiro na cabeça, na cozinha, na frente da filha de apenas 2 anos. 

Ao ser preso em Peritoró, Jocélio confessou o crime, mas alegou que teria sido um acidente. A arma usada no crime foi encontrada dois dias depois dentro de um carro de propriedade de Jocélio, às margens da BR-010, sentido Governador Edison Lobão. Ele tentou fugir no próprio carro, depois resolveu por transporte alternativo, e abandonou o veículo. Estava fugindo para a Paraíba, onde tem familiares. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...