MENU

20/05/2021 às 18h11min - Atualizada em 21/05/2021 às 05h02min

Venda de apartamentos de 3 e 2 dormitórios cresce 120% em um ano, aponta pesquisa

De acordo com levantamento realizado pela startup AoCubo, a procura por apartamentos de 1 dormitório cresceu 60% no mesmo período;

Nicolas Adão
SALA DA NOTÍCIA
Foto: Internet
Pouco mais de um ano após o início da pandemia, a venda de apartamentos maiores e mais espaçosos, entre dois e três dormitórios, cresceu 120% na cidade de São Paulo, de acordo com levantamento realizado pelo AoCubo - imobiliária digital que transforma a experiência de compra e venda de apartamentos novos por meio de tecnologia.
A análise da proptech constatou também que a venda de studios e/ou apartamentos de 1 dormitório cresceu 60% na capital paulista, entre os meses de janeiro a abril, no comparativo com o mesmo período do ano passado. “Podemos entender uma mudança de comportamento do consumidor, que precisou migrar para o home office e buscou apartamentos mais espaçosos, para acomodar o escritório e o ambiente de trabalho em casa”, comenta Ronnie Sang Jr. “Por outro lado, é possível observar também que apartamentos menores, os studios, próximos ao metrô e a centros comerciais, ainda seguem atraindo pessoas interessadas em investir”, continua.
Uma das áreas que mais surpreendeu especialistas, o mercado imobiliário driblou a pandemia mundial e vem registrando números positivos. De acordo com o AoCubo, apenas no primeiro trimestre do ano as vendas de apartamentos de médio e alto padrão cresceram 37%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. “Ainda faz sentido investir em imóveis, principalmente devido aos juros baixos. As projeções para o resto do ano são positivas”, analisa Ronnie. “A nossa expectativa para o segundo trimestre é de crescimento ainda maior, já que com o avanço do plano de vacinação o mercado deve reabrir e muitos lançamentos estão previstos para acontecer, o que vai atrair ainda mais o cliente final”, explica Ronnie.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...