MENU

20/05/2021 às 21h31min - Atualizada em 20/05/2021 às 21h31min

Polícia Civil desarticula laboratório para refino de cocaína e prende foragido do DF acusado de assassinato

Homem é investigado em inquérito por tráfico de drogas e estupro em Araguaína

Rogério de Oliveira - ]
SSP/TO
Foto: Divulgação-SSP
 
Em continuidade às ações de repressão e combate ao tráfico de drogas, na tarde desta quarta-feira, 19, policiais civis da 2.ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (2ª DENARC), de Araguaína, efetuaram a prisão em flagrante de um homem de 30 anos, por tráfico de drogas. Na ocasião, os agentes também desarticularam um mini-laboratório de refino de substâncias entorpecentes que o homem mantinha em uma residência, no setor Planalto. 

De acordo com o delegado-chefe da 2.ª Denarc, José Anchieta de Menezes Filho, a ação policial foi desencadeada após o recebimento de denúncias informando que o indivíduo estaria traficando drogas e utilizando a residência da própria mãe como boca de fumo. Além disso, o homem também seria o responsável por abastecer pontos de vendas de drogas nos setores Maracanã, Universitário, Barros e Costa Esmeralda.

Os policiais civis identificaram o suspeito, que era investigado pela unidade especializada por tráfico de drogas e também considerado foragido da Justiça do Distrito Federal pelo crime de homicídio. O homem foi localizado por volta das 12h desta quarta, quando estacionava seu veículo na frente da casa de sua namorada, no Setor Bela Vista. Ao ser abordado, o suspeito confessou que, de fato, havia matado uma pessoa, no Setor Paranoá, em Brasília e que sabia que era procurado pela Justiça.

Os policiais detiveram o indivíduo e o questionaram sobre à casa que mantinha no setor Planalto e que era utilizada como ponto de armazenamento e também refino de entorpecentes. O homem acabou confessando o fato e levou os policiais civis até o imóvel que servia como laboratório para a manipulação de drogas. Ele afirmou ainda que era químico e que sabia manipular os componentes para aumentar o volume dos entorpecentes.

No local os policiais apreenderam grande quantidade de cocaína, insumos para manipulação da droga tais como ácido bórico, cafeína, crack, dentre outros, além da quantia de R$ 739 reais, em espécie. O homem também revelou que estava finalizando uma remessa de drogas e que a mesma seria distribuída em vários setores da cidade.

O suspeito recebeu voz de prisão e foi conduzido até a sede da Denarc, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de munição. No mesmo ato, o delegado também deu cumprimento ao mandado judicial do Distrito Federal.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem, que também responde a inquérito por estupro, foi recolhido a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...