MENU

03/04/2020 às 10h47min - Atualizada em 03/04/2020 às 10h47min

DHPP abre inquérito para apurar o primeiro homicídio de abril em Imperatriz

Fernando Gledson Cavalcante, 25 anos, foi executado dentro de um bar no Bacuri

Gledson Fernando Cavalcante, o “Gueto’, foi executado a tiros no Bacuri - Divulgação/Whatsapp

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), que tem o comando do delegado Praxisteles Martins, abriu inquérito nesta quinta-feira, 2 de abril, para apurar o primeiro crime de homicídio em Imperatriz, no mês. 

A vítima foi o comerciário Fernando Gledson Cavalcante, 25 anos, conhecido como ‘Gueto’, que foi executado a tiros por um homem, quando se encontrava sentado no interior de um bar, localizado na Rua Sete de Setembro, entre Oswaldo Cruz e Castelo Branco, no bairro Bacuri, por volta de 19h desta quinta-feira. O autor do crime, um homem moreno e baixo, chegou ao local em uma motocicleta marca Honda, modelo Biz, cor vermelha, e entrou no bar onde se encontra a vítima. Teria pedido um refrigerante somente para despistar, ocasião que sacou de um revólver calibre 38 e disparou quatro tiros em Gledson Fernando, que morreu instantaneamente, sem que houvesse tempo de socorro. 
Imagens de câmera de videomonitoramento mostram que o autor do crime passou duas vezes no local, olhando para o bar. Na terceira vez, desceu da moto, entrou e executou a vítima. 

Policiais do 3° BPM atenderam a ocorrência e preservaram o local da cena do crime, até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística (ICRIM) e Instituto Médico Legal (IML).

A reportagem de O PROGRESSO manteve contato com o delegado Praxisteles Martins, que informou ainda ser cedo para que uma linha de investigação seja seguida. “Iniciamos as investigações, mas não temos ainda uma linha a seguir. Vamos ouvir familiares da vítima, pessoas que se encontravam no bar na ocasião do crime e somente depois é que vamos traçar essa linha”, destacou Martins. 

O delegado descartou, por enquanto, de que o crime tenha sido passional. “Como eu já disse. Não temos ainda nenhuma linha de investigação a seguir e por isso descartamos essa possibilidade por enquanto. Preferimos emitir oipnião somente quando tivermos certeza”, disse.  

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...