MENU

19/05/2021 às 20h37min - Atualizada em 19/05/2021 às 20h37min

Título de Cidadão Imperatrizense é outorgado ao presidente Bolsonaro

Da Assessoria
Ricardo Seidel tem aprovado Título de Cidadania ao presidente Jair Bolsonaro - Foto: Fábio Barbosa
  
Nesta quarta-feira, 19 de maio, foi apresentado e colocado em votação Projeto de Decreto Legislativo Nº 01/2021 que outorga o título de Cidadão Imperatrizense ao presidente Jair Messias Bolsonaro pela parceria em investimentos feitos na cidade através de obras como a retomada dos serviços da duplicação da BR-010, Panelódromo e Shopping da Cidade, na Praça Tiradentes, a Central de Abastecimento e Alimentos (CEASA), bem como a disponibilização de vários quilômetros de asfalto por diversos bairros da cidade. Proposição foi apresentada por Ricardo Seidel (PSD).

O vereador justificou a propositura como um gesto de reconhecimento. Pediu que fossem deixadas de lado as questões partidárias e ideológicas, destacando que é inegável o que foi feito em Imperatriz nos últimos dois anos. 

“Vendedores ambulantes e vendedores de comida popular agora tem um lugar próprio, como em toda grande cidade comercial. Muitos Quilômetros de asfalto no Conjunto Vitória, no Planalto e a CEASA que está sendo construída e vai melhorar muito a realidade da nossa região no abastecimento. Em Imperatriz também diminuiu a quantidade de usuários de drogas nas ruas e isso se deve as comunidades terapêuticas da cidade que acolhem mais de 600 pessoas, e essas instituições recebem subsídios do governo federal para recuperar usuários de drogas”.

Alex Alves (PL) declarou que toda autoridade é constituída por Deus e o presidente é a maior autoridade do país, independente de direita, esquerda ou centro, e o princípio de honrar lideranças e governantes é um dever de todos.

Chiquim da Diferro (DEM) disse que somente através do presidente o país não foi destruído, pois estados e municípios foram muito bem servidos com recursos enviados por ele, e que muitos títulos de cidadania foram votados por gente que nunca fez nada por Imperatriz ou pela região e que diferente de outros presidentes não foi até agora denunciado por corrupção, além de ter enviado mais de R$ 1 bilhão para o Governo do Estado e mais de R$ 30 milhões para o município. 

Os vereadores Aurélio Gomes (PT), Manchinha (PSB), Bebé Taxista (AVANTE) e Carlos Hermes (PCdoB) se posicionaram contra, declarando que o presidente é contra a vida, dificultou a compra de vacinas, prega aglomeração e que quer matar o povo. Está sendo investigado por CPI e que usa questões ideológicas para tomar decisões. Lamentaram a entrega do título de cidadania, o classificaram como genocida e que vem corrompendo o Congresso através de um orçamento paralelo. Para eles, nada vai mudar na vida do imperatrizense.

O parlamento entende que mesmo sem afinidade, não sendo apoiador ou partidário, quem é representante popular, deve apoiar o presidente pois é a maior autoridade do país e deve sim ser homenageado pela casa. Não se pode colocar culpa das mais de 400 mortes como fardo somente nas costas do governo federal, visto que o STF deu autonomia para governadores e prefeitos agirem como achassem melhor no combate ao coronavírus.

O presidente foi eleito democraticamente e cada vereador vota de acordo com seus entendimentos. 

Alberto Sousa (PDT) finalizou explicando que não se pode dividir as coisas só como esquerda, direita e que desde 2009 quando começou a caminhar na política, viu centenas de pessoas que nada fizeram e sequer deram atenção a honraria, mas receberem títulos de cidadania da Casa.

“Devemos respeitar acima de tudo a democracia e o colega que propôs o título, que também já votou em indicados pelos que são contra. Não podemos envolver crenças, ideologias e cores nisto. É apenas um título de cidadania. As autoridades constituídas devem ser respeitadas”, finalizou.

VOTAÇÃO

A favor: Terezinha Soares, Adhemar Freitas Jr, Chiquim da Diferro, Renê Sousa, Fábio Hernandez, Rogério Avelino, Jhony Pan, Berson do Posto, Ricardo Seidel, Rubinho Lima, Pimentel, Cláudia Batista, Alex Silva, João Silva e Alberto Sousa
Contra: Aurélio Gomes, Carlos Hermes, Manchinha e Bebé Taxista
Ausentes: Flamarion e Zesiel Ribeiro

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...