MENU

13/05/2021 às 20h01min - Atualizada em 13/05/2021 às 20h01min

Programação do Imperatriz visando a Série D está atrasada

O atraso da chegada do treinador Mirandinha contribuiu para essa situação

Dema de Oliveira
Diretor de Futebol Charles Guerreiro ainda não informou a respeito dos jogadores contratados - Foto: Vagner Grigório/Assessoria/SID
  
A programação inicialmente traçada pela diretoria do Imperatriz, visado o Campeonato Brasileiro Série D, está atrasada em relação aos adversários. O primeiro adversário do Imperatriz, por exemplo, o Palmas, vem jogando normalmente, mesmo porque o Campeonato Estadual do Tocantins ainda está na 6ª rodada da primeira fase. O Imperatriz, ao contrário, desde o término do Campeonato Estadual do Maranhão dispensou a maioria dos jogadores e os que permaneceram tem mais de 30 dias que não fazem sequer um condicionamento físico. 

A diretoria tinha anunciado que o time para o Campeonato Brasileiro Série D, seria apresentado sábado da semana passada, depois da contratação do treinador Mirandinha. Mas isso não aconteceu, porque Mirandinha atrasou sua chegada a Imperatriz, que aconteceu somente no início da tarde de ontem, tendo em vista que ele veio de carro. Ontem participou de uma entrevista por meio on-line, que serviu como parâmetro para sua apresentação à imprensa e à torcida do Imperatriz. 

O Imperatriz, com exceção feita aos jogadores que já foram anunciados como remanescentes do grupo que disputou o Campeonato Maranhense, casos de Pablo, Luciano, Marcos Arthur, Paulo Vitor, Vinicius, Péricles, Cicero, Rhuan Portuga, Rodolfo, Leo Paraíba, Hallyson, não informou nomes de mais ninguém. A impressão é que ainda não tem nenhum jogador, com exceção desses citados, contratados. As informações no Cavalo de Aço estão desencontradas, não se sabe de nada, mesmo porque a diretoria não informa sequer para a assessoria, que reassumiu o posto somente nessa semana. 

O Imperatriz, se não acontecer adiamento, vai estrear no Campeonato Brasileiro Série D dia 5 de junho, um sábado, contra o Palmas, no Frei Epifânio. Se não iniciar já a pré-temporada, pode estrear com pouco treinamento e tudo ocorrer novamente como ano passado, que custou o rebaixamento da Série C para D. Se o Imperatriz não chegar à semifinal da Série D esse ano, ficará sem série, a não ser que conquiste o título da Copa FMF, que dá ao campeão uma das vagas do Maranhão na competição no ano seguinte, nesse caso em 2022. Essa competição ainda será realizada esse ano. Caso contrário, ficará sem série no Campeonato Brasileiro e vai disputar apenas o Campeonato Maranhense no próximo ano, e da segunda divisão.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...