MENU

07/05/2021 às 19h12min - Atualizada em 07/05/2021 às 19h12min

Polícia Militar do Maranhão expulsa soldado que matou ex-mulher e suposto namorado a tiros

O crime aconteceu em 2020 em São Luis, depois que o policial viu a ex-mulher com outro homem

Haidê Rocha
Carlos Eduardo foi expulso e agora é um cidadão comum - Foto: Divulgação
O soldado Carlos Eduardo Pereira, acusado de matar a ex-esposa e o suposto namorado dela a tiros, no dia 25 de janeiro de 2020, foi expulso da Polícia Militar do Maranhão.

Bruna Licía Fonseca Pereira, de 23 anos, e, José William dos Santos Silva, de 24, foram assassinados a tiros no apartamento do casal no bairro Vicente Fialho, na capital maranhense.

O caso
Carlos Eduardo, matou a ex-esposa e o suposto namorado, na tarde do dia 25 de janeiro de 2020, após flagrá-la em casa, localizada no Condomínio Pacífico I, bairro Vicente Fialho, em São Luís.

O militar se descontrolou e efetuou vários disparos nos dois que morreram no local. O agora ex-policial militar se entregou e após ser submetido a depoimento e autuado em flagrante delito, foi encaminhado para o presídio militar. Com a expulsão agora, Carlos Eduardo, deverá ser transferido para Pedrinhas, já que ele se tornou um civil.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...