MENU

12/05/2021 às 00h00min - Atualizada em 12/05/2021 às 00h00min

Livros & Leitura

A maravilhosa viagem ao Mundo das Letras

Da Redação
GB Edições

Todas As Curvas do Caminho

Clara e Eva são filhas de duas grandes amigas e nasceram quase ao mesmo tempo. As meninas crescem juntas e se tornam uma dupla inseparável, sustentando uma amizade verdadeira e criando laços mais fortes do que o próprio sangue. Até que um acontecimento na infância das meninas transforma os seus destinos, fazendo com que Clara se sinta culpada pelo sofrimento de Eva e passe a abdicar da sua própria vida em prol da felicidade da amiga. Mas, o caminho que une essas mulheres é repleto de curvas traiçoeiras e coloca mais um grande obstáculo em suas trajetórias. Lindo e gentil, Leonardo desperta a paixão de Clara e Eva, colocando-as em lados opostos e exigindo escolhas muito difíceis de serem feitas. O que falará mais alto nesse turbilhão de emoções? Será a culpa, a amizade ou o amor verdadeiro? Uma história sobre uma lealdade que ultrapassa os limites da razão. “Todas As Curvas do Caminho” é o segundo lançamento de 2021 da escritora carioca Gisele Fortes. A escrita fluida e cativante de Gisele propõe o ritmo de leitura das 139 páginas do livro. As surpresas da autora estão garantidas até a última página: quais foram, ou não, os traumas causados em Eva pela morte dos pais ainda na infância? O passeio proposto pela autora entre o passado e presente – e até mesmo no futuro com o epílogo – assegura as reviravoltas nada óbvias da narrativa.
 

O Método Wim Hof

O que o mundo antes via como cientificamente impossível, hoje se tornou um método reconhecido e praticado em diversos países.  Um estudo feito em 2011 pela Radboud University mostrou que a técnica de entrar em contato com temperaturas frias extremas – incluindo “congelar” o corpo com muito gelo – era capaz de influenciar voluntariamente o sistema nervoso autônomo. Seu criador, o holândes Wim Hof, ficou conhecido como “The Iceman” (O Homem de Gelo) e reuniu em um livro todos os detalhes desse incrível método. A obra, que já foi traduzida em 25 idiomas, chega agora ao Brasil pela Editora Cultrix: “O Método Wim Hof” mostra como explorar todo o potencial de nosso corpo ao trabalhamos sob três pilares: respiração, frio e concentração. Wim Hof tornou-se uma lenda por subir o Everest usando somente shorts, correr uma meia maratona no Círculo Polar Ártico com temperatura de 20 graus abaixo de zero, escalar mais de cinco mil metros do monte Kilimanjaro e ao nadar 80 metros sob a calota de gelo do Polo Norte. Essas e outras façanhas renderam a ele dezenas de recordes no Guinness Book, o livro dos recordes. Por meio de uma narrativa envolvente e apaixonada, o autor compartilha neste livro sua história e seu método, incluindo informações sobre atitude mental, respiração, saúde, frio e despertar espiritual. Segundo ele, as baixas temperaturas contraem os pequenos músculos em volta das veias. Isso faz com que o fluxo sanguíneo melhore e a frequência cardíaca diminua. Para Hof, ao entrarmos em contato com o frio extremo, atingimos o mais alto estado de concentração. Dessa forma, nosso instinto de sobrevivência sobressai e passamos a ter inúmeros benefícios, entre eles, o fortalecimento do sistema imunológico, o equilíbrio os níveis hormonais, melhoria da qualidade do sono e combate do estresse e a depressão. O livro tem 296 páginas.
 

Quintessência

Tudo o que alguém possa desejar já existe e está disponível no mundo. Acredite ou não, compreenda ou não, a Lei da Atração age sobre a vida de todos. Em “Quintessência”, o escritor, terapeuta e neurocientista William Sanches aprofunda um dos conceitos mais difundidos nos últimos anos para estimular o leitor a cocriar a própria realidade. Publicada pela Luz da Serra Editora, a obra detalha os mecanismos da Lei da Atração para romper com o senso comum de que “basta imaginar, sentir e acreditar” para se conquistar algo – material ou não. “Não é exatamente assim que funciona”, comenta o autor, que apresenta cinco elementos responsáveis por ativar uma nova realidade em quem se abre a essa intenção. A novidade do método criado pelo escritor consiste em acelerar esse processo. Em uma abordagem completa e mais de 400 páginas, o leitor vai encontrar um diálogo aberto e estimulante, informações, frases célebres, dicas e até checklists com o objetivo de se autoavaliar para limpar os sentimentos e transformar a vibração. Reconhecer oportunidades, acelerar resultados, abandonar velhas crenças, clarear os objetivos, ter ideias rentáveis e ser valorizado são alguns dos resultados deste processo terapêutico. William Sanches é, atualmente, um dos principais estudiosos dos temas relacionados à espiritualidade e evolução pessoal no país e uma referência no assunto. São 21 livros publicados no Brasil, América Latina e Europa, e um alcance de mais de 20 milhões de pessoas por meio de vídeos, cursos e palestras on-line e ao redor do mundo.
 

Ser Humana

Realizar uma mudança radical de vida sendo mãe de um e estando grávida de outro? Radical a ponto de largar um emprego, um país, uma rede de apoio, e se mudar com o marido, e a bagagem de mãe, para o outro lado do mundo; uma atitude que partiu da vontade de mudar de vida e que precisou da coragem de largar tudo para se encontrar em  outra realidade, ainda se reconhecendo mãe e mulher! Pois, foi exatamente o que Gisele Medeiros fez e é o que ela conta no livro “Ser Humana”, uma leitura indispensável para quem é ou ainda vai ser mãe. O motivo? O livro coloca em cheque a linha tênue que se forma entre o ser mulher e o ser mãe depois que um filho nasce. As escolhas que precisam ser feitas levando em conta a família e a atenção que precisa (sim, precisa) ser dispensada à humana que segue existindo, mesmo que esteja envolta em fraldas, mamadeiras e cadernetas de vacinação. “‘Ser Humana’ não é sobre ser mãe, apenas, é sobre ser mãe e mulher, tudo ao mesmo tempo, uma leitura construída para diminuir a autocobrança e recuperar o prazer de desfrutar da vida sem culpa”, revela a autora. No fundo, o que Gisele faz é encher de esperança de que a maior aventura é viver, de maneira mais simples e mais autêntica, carregando os filhos para o outro lado do mundo ou deixando eles na porta da escola, na esquina de casa. O cenário não importa muito, como a mulher vai viver sua maternidade e continuar sendo a ser humana maravilhosa que sempre foi.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...