MENU

05/05/2021 às 21h35min - Atualizada em 05/05/2021 às 21h35min

Oportunidades para Alcântara foram destaque em Live do senador Roberto Rocha e ministro Marcos Pontes

Ministro Marcos Pontes e o senador Roberto Rocha

Da Assessoria
Foto: Divulgação
O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, participou nesta terça-feira, 04, da 5ª live “Roberto Bem Perto”, promovida pelo senador Roberto Rocha, em parceira com o Ministério. O Tema do debate foi “Alcântara: o que o maranhense ganha com isso?”

Durante a transmissão ao vivo, o senador e o ministro responderam perguntas previamente gravadas por internautas, em sua maioria, de Alcântara, município que será diretamente beneficiado com o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) entre Brasil e Estados Unidos. Firmado em 2019, o Acordo assegura a proteção de tecnologias americanas utilizadas em componentes embarcados em foguetes e satélites não-bélicos que serão lançados do Centro Espacial de Alcântara (CEA), oportunizando o uso comercial do Centro.

No mês de abril, a Força Aérea Brasileira (AEB) anunciou que quatro empresas dos Estados Unidos e do Canadá foram selecionadas para realizar operações de lançamentos de veículos a partir do Centro Espacial de Alcântara. A expectativa é de que os primeiros lançamentos ocorram no início de 2022.

Ao ser questionado sobre se vai haver instalação de cursos técnicos de capacitação para a juventude alcantarense, Marcos Pontes disse que o Ministério da Ciência e Tecnologia está trabalhando junto com a Comissão de Desenvolvimento Integrado de Alcântara. Segundo ele, essa comissão será responsável, dentre outras coisas, por monitorar a implementação de programas que tem o objetivo de desenvolver a infraestrutura da região, e elaborar modelos de negócios e projetos que incentivem as atividades espaciais e a capacitação de jovens do município.

“A ideia é que os próprios moradores da região sejam os protagonistas do trabalho dentro do Centro e, também, no desenvolvimento de toda a infraestrutura ao redor, como na construção de hotéis, restaurantes, farmácias e outros. E uma das primeiras providências que já estamos tomando é a criação de cursos que começam desde o ensino fundamental, para que possamos melhorar as nossas agrovilas, chagando aos cursos técnicos e superiores. Assim, iremos garantir mão de obra local dos profissionais que irão trabalhar e desenvolver as atividades do Centro. Essa é uma preocupação muito grande nossa, e, podem ter certeza de que vai mudar muito a vida dos moradores de todas as agrovilas de Alcântara”, disse.

Além disso, Marcos Pontes explicou que será criado todo um ecossistema no entorno da base, o que vai proporcionar muitas oportunidades de negócios e melhorias na infraestrutura local. “Para que uma base funcione, existe toda uma sequência de desenvolvimento integrado, e isso inclui obras, cursos e novas empresas locais. Desta forma, todas as pessoas que vivem naquela região, uma vez que estejam preparadas, vão ter muitas oportunidades que, acredito, a maioria dos brasileiros gostaria de ter”, completou. 

A explicação do ministro Marcos Pontes foi reforçada pelo senador Roberto Rocha, que ressaltou que com a efetivação das atividades do Centro de Lançamento, o Maranhão todo será beneficiado com a instalação no estado de empresas nacionais e estrangeiras.

“Eu só conheço uma maneira de gerar emprego: com desenvolvimento econômico. Por que não tem emprego em Alcântara e no Maranhão? Porque não tem desenvolvimento econômico. Por outro lado, adianta muito pouco chegar todo esse desenvolvimento se a população não estiver capacitada, porque ela vai ficar à margem do desenvolvimento. Para a população ser incluída, ela tem que ter conhecimento, ter capacitação profissional, para que eles não tenham apenas subempregos. E é exatamente isso o que o governo federal já está providenciando para Alcântara”, disse.

Turismo

Durante a conversa, o ministro Marcos Pontes respondeu ao questionamento de um morador de Alcântara sobre como será explorado e fomentado o turismo no município, uma vez que a cidade possui muitos atrativos naturais e forte tradição histórica.

“O turismo é um dos vetores do desenvolvimento e Alcântara tem um ambiente muito rico para ele se desenvolver. Logicamente que com o aumento de toda a infraestrutura para a cidade, ela vai se modernizar com a presença de hotéis, ousadas, restaurantes, porém, sempre preservando as belezas naturais, bem como as tradições culturais e seculares da cidade e de todas as agrovilas. E esses benefícios irão se estender também para São Luís e todas as regiões do estado”, afirmou.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...