MENU

28/04/2021 às 19h18min - Atualizada em 28/04/2021 às 19h18min

DHPP elucida assassinato de ex-presidiário ocorrido em janeiro de 2021

O suspeito do crime Kelrick Mateus, foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária de 30 dias

Assessoria/PC-MA
Kelrick Mateus está cumprindo prisão temporária de 30 dias que pode transformada em preventiva - Foto: Divulgação
A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que tem o comando do delegado Praxisteles Martins, cumpriu nesta quarta-feira (28), mandado de prisão em desfavor de Kelrick Mateus, que é suspeito do assassinato do ex-presidiário, Claudionor Emilio, conhecido por ‘Orelha’, ocorrido no dia 27 de janeiro do corrente ano, no bairro Mutirão, que faz parte da Grande Cafeteira. A prisão de Kelrick Mateus, foi efetuada por policiais militares do 14º BPM.

Kelrick Mateus, além desse crime, está sendo investigado por envolvimento em vários outros assassinatos em Imperatriz, bem como tráfico de drogas e assaltos. Segundo a polícia, o objetivo do suspeito projetava dominar o tráfico de drogas na região da ‘Grande Cafeteira’ e por isso, vinha assassinando quem atravessasse em seu caminho.

“Em via de regra alguns crimes que a gente tem apurado, notadamente nesse caso Kelrick Mateus, trata-se de crime relacionado ao tráfico de drogas, ampliação e a manutenção do reduto do crime. Esses criminosos são organizados em facções, e além de ampliarem ás áreas de atuação, querem preservar as que já são dominadas por eles. Nessa esteira, são cometidos os homicídios, para afastar de vez, possíveis concorrentes”, destacou o delegado Praxisteles Martins.

O Delegado Praxistes Martins, enfatizou que além de Kelrick Mateus, outros indivíduos, também participaram do crime e já estão sendo procurados pela polícia. “Acreditamos que em breve, vamos apresentar esse inquérito à Justiça, devidamente concluído, já com a oitiva desses indivíduos que estão sendo investigados”.

O delegado Praxisteles, reiterou, que a vítima, Claudionar Emilio, o ‘Orelha’, que era ex-presidiário, que migrou de um bairro para outro e passou, ou seja passou a residir e atuar no tráfico de drogas na região da Vila Cafeteira, e por esse motivo, acabou sendo eliminado. “Claudionar estava ocupando uma área territorial pertencente a integrantes de facções rivais”, disse Dr. Praxisteles.

As investigações, segundo o delegado Praxisteles, apontam que Kelrick Mateus, é suspeito de autoria ou participação em alguns homicídios ocorridos na área da Grande Cafeteira.

Kelrich Mateus, foi levado para a DHPP e depois de tomar conhecimento do mandado de prisão em seu desfavor, foi levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), onde se encontra a disposição da Justiça. A tendência é de que a prisão temporária de 30 dias, em desfavor do suspeito, pode ser transformada em preventiva.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...