MENU

22/04/2021 às 18h00min - Atualizada em 22/04/2021 às 18h00min

Imperatriz vence o Bacabal e quebra jejum de 24 jogos sem vencer

O gol da vitória cavalina, que originou a queda do BEC, foi feito pelo atacante Leo Paraíba no segundo tempo

Dema de Oliveira
Imperatriz venceu o BEC por 1 a 0 e quebrou jejum de vitórias - Foto: Vagner Grigório/Assessoria/SID
Aconteceu, aleluia! O Imperatriz venceu uma partida depois de amargar um jejum de 24 jogos sem comemorar uma vitória. Foram 21 derrotas e 3 empates. A última vitória do Imperatriz havia sido construída no dia 21 de agosto de 2020, por 5 a 2, sobre o São José, ainda pelo maranhense daquele ano. Na ocasião, havia perdido por 4 a 1, a partida de ida do mata-mata da segunda fase e por ter vencido o segundo jogo, a decisão da vaga à semifinal foi para a cobrança de pênaltis e o Imperatriz acabou sendo eliminado. E de lá até esta quarta-feira, não havia vencido mais.
 
O gol da vitória cavalina foi feito pelo atacante Leo Paraíba, no segundo tempo, e serviu para consolidar o rebaixamento do Bacabal, que havia entrado no Campeonato Maranhense de 2021 pelo tapetão e, mais uma vez, passou apenas uma temporada na primeira divisão. Junto com o Imperatriz, vai disputar a segunda divisão em 2022.

O Cavalo de Aço agora concentra suas atenções para a disputa do Brasileiro da Série D. Já o Leão do Mearim aguarda o início da Copa FMF, agendada para o segundo semestre.

Reconstrução

Após a partida, o presidente Wagner Ayres, em entrevista à imprensa, disse que o momento agora é de reconstrução. 
Falou também da situação financeira ruim, que o Campeonato Maranhense custou R$ 400 mil, sem muita ajuda, sem muito apoio, sem praticamente patrocínio, mas que conseguiu junto com todos da diretoria, chegar à final. “Chegamos à final do maranhense, com um resultado que não era o desejado por ninguém, nem pela torcida e muito menos pela diretoria. Mas das cinzas, surgem grandes nações. A palavra de ordem no Imperatriz agora é restruturação e para isso é necessário que haja tempo”, disse. 

O presidente reiterou que o clube saiu de uma competição praticamente sem dinheiro e vai entrar em outra na mesma situação. “Isso dentro da estruturação de um time não é fácil, sabemos que a dificuldade vai ser maior, devido o time estar desacreditado, e essa credibilidade tem de ser restabelecida, para que tudo volte à normalidade”. 

O presidente finalizou dizendo que os trâmites para a montagem do time para a Série D já foram iniciados. “Já começamos a nos mobilizar, estamos mantendo contatos com pessoas, com empresas, empresários, técnico, jogadores. O time está dentro da competição por direito e não podemos recuar, vamos honrar o nome do Imperatriz”.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...