MENU

13/04/2021 às 00h00min - Atualizada em 13/04/2021 às 00h00min

Prefeitura decreta que instituições de ensino devem seguir protocolo para retorno das aulas

Novo documento de Araguaína também altera horário de funcionamento de estabelecimentos, número máximo de pessoas na mesa e consumo de bebidas

Marcelo Martin
Ascom PMA
Foto: Marcos Sandes/Ascom PMA
O prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, assinou um novo documento nessa segunda-feira, 16, que atualiza as medidas restritivas tomadas para conter o avanço da covid-19. O Decreto nº 025/21 altera o nº 019/2021 quanto ao funcionamento de instituições de ensino e algumas regras para estabelecimentos comerciais.

As aulas na Rede Municipal de Ensino, Educação Infantil particular e também cursinhos e afins estão autorizadas a retornarem usando o modelo semipresencial, ainda forma gradativa e escalonada. Além disso, todas as instituições devem seguir os protocolos de segurança da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde e da Secretaria Municipal da Educação, estabelecido por meio da Portaria nº 185/20.

As turmas devem ser divididas e se revezarão nas aulas presenciais a cada semana e atividades remotas. Entre outras regras de prevenção estão o respeito ao distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras, aferição de temperatura, servir as refeições em sala de aula, uso obrigatório de máscaras, tapetes de higienização na porta das salas e marcação de distanciamento no pátio. Os estágios supervisionados continuam suspensos, exceto para alunos em internato e no último ano na área da saúde.

No comércio

Há novas mudanças no funcionamento de bares, restaurantes, cinemas, adegas, lanchonetes e similares, aumentando o horário máximo das 21 horas para 22 horas, e passando ter tolerância para as 23 horas.

O número de pessoas na mesa também foi alterado, de um máximo de 4 para 6 pessoas e a capacidade de lotação continua reduzida em 50%. Todas as pessoas em circulação no local devem usar máscara.

Além disso, os estabelecimentos devem manter o afastamento de 1,5 metro entre as mesas e disponibilizar obrigatoriamente aos clientes e trabalhadores álcool 70 graus INPM.

Ficou autorizado o consumo de bebida alcoólica somente dentro dos estabelecimentos e residências e continua proibido em qualquer local público.

Como denunciar

Caso algum descumprimento seja identificado, a população pode fazer a denúncia pelo número 190 da Polícia Militar ou pelos telefones da fiscalização municipal: (63) 3411.5640 / (63) 99949.5394 / (63) 99972.6133.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...