MENU

27/08/2020 às 00h00min - Atualizada em 27/08/2020 às 00h00min

Prefeitura anuncia centro de ressocialização para homem agressor

O projeto ainda está em fase inicial de discussão para sua implantação

Ariel Rocha - Ascom
Pleitearam a proposta em reunião nesta quarta-feira, 26, os representantes das Secretarias da Mulher, de Desenvolvimento Social, de Governo e Projetos Estratégicos e do Centro de Referência de Atendimento à Mulher. - Assessoria
Imperatriz contará com um centro de ressocialização para homens que cometem violência contra mulher. Objetivo é educar e conscientizar esses indivíduos para que eles não voltem a cometer esse tipo de crime novamente. A ressocialização será feita com o acompanhamento psicológico, assistência social e outros suportes.
O projeto está em fase de discussão para sua implantação. Pleitearam a proposta em reunião nesta quarta-feira, 26, os representantes da Secretaria Municipal de Políticas para Mulher, SMPM; Centro de Referência de Atendimento à Mulher, CRAM; Secretaria de Desenvolvimento Social, Sedes, e Secretaria de Governo e Projetos Estratégicos, Segov. 
A Sedes ofereceu o espaço para o funcionamento, que será no antigo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua, Centro Pop. A secretária da pasta, Janaína Ramos, explica que a mulher, quando sofre agressão, tem acompanhamento e tratamento. "Mas o agressor também precisa ser conscientizado, para que não volte a cometer essa violência com outras mulheres, fazendo assim mais vítimas", declara.
Vão dedicar atendimento ao homem agressor servidores capacitados da SMPM, Sedes e de outros órgãos municipais quando necessário. O município possui uma rede ampla de enfrentamento à violência contra mulher. São disponibilizados para as vítimas atendimento psicológico, orientações jurídicas, acolhimento e encaminhamento para as redes assistencial e de saúde.
Em caso de violência doméstica, qualquer pessoa pode acionar os serviços especializados, registrar boletim de ocorrência junto à delegacia da mulher ou em qualquer delegacia comum. Denúncias podem ser feitas pelos seguintes números: (99) 99193-1717 / 99123-4638 / 99204-7925. É disponibilizado também em todo território nacional o 180 e o 190 da Polícia Militar.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...