MENU

01/04/2021 às 00h00min - Atualizada em 01/04/2021 às 00h00min

Prefeito de Axixá decreta lockdown parcial após aumento de quase 230% nas mortes por covid-19

O decreto autoriza apenas os serviços essenciais durante 15 dias

Assessoria
Uma das principais cidades na região do Bico do Papagaio, Axixá do Tocantins, enfrenta o momento mais crítico e letal da pandemia de covid-19. Apenas neste mês de março a cidade já registrou 191 casos e 9 mortes, enquanto durante todo o ano passado o município perdeu 7 vidas pela doença. O município contabiliza no total 834 casos positivos.  

Esse cenário fez com que o prefeito Auri Ribeiro Jorge (PTB) adotasse medidas mais duras para frear o avanço do novo coronavírus. Nesta terça-feira (30) dois pacientes na faixa etária de 35 a 40 anos não resistiram à luta contra a doença. Ambos estavam hospitalizados no Hospital Regional de Augustinópolis.

“Estamos vivenciando um alto número de infectados e também um índice de mortalidade alarmante. O nosso hospital de referência está superlotado com pacientes na fila de espera aguardando vaga na UTI. Por este motivo, estou decretando o fechamento de todos os serviços não essenciais (lookdown) pelo período de 15 dias”, justificou o prefeito.

O decreto, contudo, não restringe a circulação de veículos e pessoas, pois quase 40% dos moradores do município vivem na zona rural e precisam ir à cidade fazer compras.

“Necessitamos do apoio e colaboração da comunidade neste momento tão desafiador que estamos enfrentando, precisamos que se conscientizem e sigam as recomendações do uso de máscara no rosto, álcool em gel nas mãos e evitando as aglomerações”, pede o gestor Auri Ribeiro Jorge.

Nesse período, os servidores públicos municipais vão trabalhar em home office (teletrabalho), das 8h às 14h.

Os serviços considerados essenciais, que não podem ser paralisados, devem funcionar com número reduzido de servidores.

O QUE SERÁ SUSPENSO

Ficam suspensos pelo prazo de 15 dias no âmbito da Administração Pública direta e Indireta do Poder Executivo:
- Atendimento presencial ao público externo
- Atividades e eventos que possam ocasionar aglomerações de pessoas
- Funcionamento da Feira Municipal;

Eventos e reuniões sujeitas a aglomerações de pessoas, sejam governamentais, artísticas, científicas, religiosas, independentemente do número de pessoas;
- Funcionamento das academias
- Funcionamento de clubes
 - Funcionamento de bares, distribuidoras, restaurantes, lanchonetes abertas ao público (sendo permitidas vendas com entregas a domicílio ou retirada no local, limitando-se o horário de funcionamento até as 20h)

SUPERMERCADOS

Os supermercados e congêneres funcionarão com horário estendido, de 08h às 22h, a fim de evitar aglomerações. Atendendo sempre com as restrições, disponibilizando álcool em gel na concentração de 70% (setenta por cento) para os clientes e não autorizando a permanência de indivíduos sem o uso de máscara no interior do estabelecimento.

Conforme o decreto, o descumprimento a qualquer das determinações ensejará em perda do alvará de funcionamento, além das sanções cíveis e criminais.

O documento reforça a obrigatoriedade de utilização de máscara de proteção facial e distanciamento social de, no mínimo, 02 metros entre os cidadãos para a circulação no território do município.

O descumprimento da norma implicará em penalização no valor de R$ 100,00 (cem reais), sem prejuízo de responsabilização civil e criminal.

A fiscalização será feita pela Vigilância Sanitária e outros órgãos municipais, com o apoio das Polícias Civil e Militar.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...