MENU

30/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 30/03/2021 às 00h00min

DHPP prende suspeito de matar seis pessoas em Imperatriz

Entre os crimes está o de que foi vítima o jovem Walisson Jheimison Santos Rodrigues, que teria sido morto por engano

Dema de Oliveira
Wilkerson Rosa de Sousa Teixeira está sendo investigado por seis homicídios em Imperatriz - Foto: Divulgação/Arquivo/O PROGRESSO
Policiais da equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Imperatriz, prenderam no sábado (27), o homem identificado por Wilkerson Rosa de Sousa Teixeira, 22 anos, que está sendo investigado pela prática de seis homicídios em Imperatriz. 

Entre os homicídios dos quais Wilkerson Rosa de Sousa Teixeira está sendo investigado, está o do jovem Walisson Jheimison Santos Rodrigues, assassinado no início do corrente mês, quando se encontrava no Residencial Dom Felippe Gregory. Walisson tinha ido deixar a namorada na casa dela, ocasião que foi assassinado a tiros e o suspeito do crime é Wilkerson. Walisson teria sido morto por engano. Pessoas da família e amigos de Wallison realizaram manifestações, pedindo justiça.

Wilkerson Rosa de Sousa Teixeira foi preso em cumprimento mandado de prisão por um dos seis assassinatos que ele está sendo investigado, cuja vítima foi Ruan Gonçalves da Silva, crime ocorrido no dia 25 de dezembro de 2019. No caso de Wallisson, o delegado Praxisteles Martins, que investiga o crime, representou pelo pedido de prisão em desfavor de Wilkerson, que ainda está sendo avaliado pela justiça.

Wilkerson Rosa de Sousa Teixeira, que também é conhecido por ‘Will’, já foi vítima de tentativa de homicídio por duas vezes em Imperatriz. A última, no início desse mês de março, na Vila Ipiranga. Quando ele estava internado no Socorrão, a polícia consultou o nome dele e constatou que era acusado do homicídio, cuja vítima foi Ruan. Quando recebeu alta, foi apresentado na Delegacia Regional de Polícia Civil, cuja autoridade policial de plantão o ouviu e em seguida o encaminhou para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI). Entretanto, no dia seguinte foi solto por meio de audiência de custódia, por falta de comunicação com a justiça, e só agora foi preso novamente. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...