MENU

12/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 12/03/2021 às 00h00min

Sem UTI´s disponíveis, Araguaína vai endurecer medidas

Com 100% de lotação em todos os hospitais; prefeitos da região vão deliberar medidas conjuntas para todas as cidades

Assessoria
Araguaína em colapso. Não há vagas nos hospitais - Divulgação
O sistema de saúde de Araguaína entrou em colapso nesta quinta-feira (11) com 100% de ocupação em todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) instalados nos hospitais da rede pública e particular para tratamento de pacientes adultos com a Covid-19.

Estão 100% lotados os 16 leitos de UTI do Hospital Regional de Araguaína (HRA); os 15 do Hospital Dom Orione; os 10 do Instituto Sinai e também os 20 do Hospital Municipal de Campanha.

“Não temos mais leitos nem equipamentos para abrir novos. Já fizemos uma pesquisa em todo o Brasil e não encontramos respiradores disponíveis. O Hospital de Campanha tem estrutura para abrir 80 leitos, mas precisamos também de ajuda financeira”, disse o prefeito Wagner Rodrigues durante entrevista a imprensa.

Nova variante 

Outra grande preocupação é com a chegada de variantes mais contagiosas e letais. Pesquisadores da Universidade Federal do Tocantins (UFT) encontraram seis linhagens diferentes do vírus SARS-CoV-2 através do sequenciamento genético de amostras do coronavírus coletadas no mês de fevereiro em Araguaína.

Entre as seis, duas são da variante que surgiu no Amazonas e que tem sido considerada mais transmissível e perigosa por conter uma carga viral elevada. Outra está ligada à variante da África do Sul e duas que surgiram no Reino Unido. A última é de uma sequência que foi identificada no Rio Grande do Sul.

União 

Com o agravamento da pandemia, o prefeito Wagner Rodrigues se reuniria remotamente, com cerca de 20 prefeitos e representantes de entidades públicas e privadas para deliberação de novas medidas restritivas para toda a região, além de campanhas de sensibilização da população.

Já confirmaram presença os gestores das cidades que estão no raio de Campos Lindos, Santa Fé do Araguaia, Colinas do Tocantins, Darcinópolis, Ananás e Xambioá.

Novas medidas 

“Sabemos dos impactos econômicos e sociais, mas a vida tem prioridade. Está muito difícil e precisamos da conscientização do povo. Vamos fechar o Parque Cimba, proibir caminhadas na Via Lago, colocar equipes de fiscalização de forma permanente nas casas lotéricas, cartórios, supermercados, bancos e na rodoviária. Nosso povo precisa se conscientizar! O povo precisa entender essa realidade. O momento é crítico, crítico, crítico... Outras medidas serão definidas na reunião”, antecipou o prefeito.

Conforme Wagner Rodrigues, é importante que todas as cidades adotem as mesmas medidas restritivas, pois Araguaína recebe diariamente centenas de pessoas dos municípios vizinhos, o que facilita a propagação do vírus na região.

Sem lockdow

O prefeito afirmou que não tem intenção de decretar lockdown nesse momento. “Não é nossa intenção. Queremos preservar a vida, mas também garantir o  emprego da população. Por isso, todos precisam contribuir! Não aglomerar!”, afirma Wagner.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...