MENU

09/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 09/03/202 às 00h00min

Alunos do SESI Imperatriz ganham medalha na Olimpíada Nacional de Ciências e Astronomia

Foram duas medalhas de bronze alcançadas pelos alunos maranhenses que competiram com milhares de estudantes de todo Brasil

Sistema FIEMA
Coordenadoria de Comunicação e Eventos
Além de medalhas, os alunos também ganharam menção honrosa - Foto: Divulgação
Alunos do Serviço Social da Indústria (SESI-MA), entidade do Sistema FIEMA, conquistaram medalha de bronze na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) e na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), ambas realizada em formato virtual, além de menção honrosa. Foram duas medalhas de bronze alcançadas pelos alunos maranhenses que competiram com milhares de estudantes de ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas e privadas de todo Brasil.

As duas competições realizadas anualmente, buscam despertar e estimular o interesse pelo estudo das ciências por meio do desenvolvimento de estudos e pesquisas, bem como aproximar as instituições de ensino superior, institutos de pesquisa e sociedades científicas das instituições de ensino básico. Além de identificar talentos para as ciências e incentivar o ingresso desses alunos nas áreas científicas e tecnológicas. As provas foram realizadas em duas etapas nos meses de agosto 2020 e janeiro de 2021, envolvendo disciplinas de Biologia, Química, Física, conteúdos de Astronomia e ainda História, novidade deste ano. 

A medalha de bronze na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), foi conquistada pela aluna Julia Mariana da Cunha (17), da 3º série do ensino médio. Também três alunos do ensino médio foram destaque recebendo menção honrosa. “Eu vim de escola pública, participei do seletivo do SESI e estou muito feliz por inúmeras oportunidades que já tive em participar de várias competições. Fazer parte do SESI é uma experiência enriquecedora por me permitir crescer profissionalmente e também academicamente, já que pretendo seguir carreira acadêmica”.

Já a medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), foi do aluno Kurt Vinicius Sousa Gomes (16), da 2º série do ensino médio. “Me sinto muito honrado em representar a escola em que estudo e aproveitar as boas oportunidades que são criadas ao longo da nossa carreira escolar”.

Essa não foi a primeira participação do SESI-MA na competição, porém foi a que os alunos mais se engajaram e obtiveram melhores resultados. “Ver os alunos alcançando sucesso, fazendo diferença ao adquirir conhecimento e construindo seu currículo profissional, além de colocar a escola como vitrine a nível nacional, é gratificante demais”, comemorou o professor do SESI de ciências da natureza e suas tecnologias, José Antônio Leite Filho.

É válido destacar que os alunos que alcançam medalhas nas duas competições, ganham privilégios perante aprovação no mestrado ou doutorado e facilidades na obtenção de bolsa pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O superintendente regional do SESI, Diogo Diniz ressalta a conquista. “Os resultados alcançados somam os esforços de indicadores de qualidade do SESI que visam colocar os estudantes em nível de disputa com alunos de diferentes instituições, escolas privadas e públicas de todo país. E nesse ano, com tantas adversidades ocasionados pela pandemia, foi de uma relevância sem igual”.

SOBRE A ONC- Realizada desde 2016, a Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) integra o Programa Ciência na Escola e é uma realização da Sociedade Brasileira de Física (SBF), da Associação Brasileira de Química (ABQ), do Instituto Butantan e da Sociedade Astronômica Brasileira e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por meio de um convite do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

SOBRE A OBA- Realizada anualmente, desde 1998, pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), a competição tem como objetivos fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins, e promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »