MENU

12/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 12/02/2021 às 00h00min

Decreto Municipal oficializa a suspensão do tradicional carnaval de Porto Franco

Assessoria/PMPF
Divulgação
Porto Franco - A Prefeitura do município emitiu nesta quarta-feira(10), o decreto que suspende um dos maiores e mais tradicionais carnavais do estado do Maranhão.

Em face ao crescimento dos casos de contágio e de óbitos em razão da Covid-19, o atual prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo, divulgou através das suas redes oficiais o decreto nº 10, de 09 de fevereiro restringindo atividades que promovam aglomerações. A ação estrategicamente pensada, segue orientações do Decreto n. 36.462, do último dia 22, onde o Governador Flávio Dino, suspende eventos carnavalescos em todo o estado. A medida também tem como base as disposições da Lei Municipal nº 004, de 17 de maio de 2017, que regulamenta as questões relativas à poluição sonora.

De acordo com o último boletim divulgado pelo Setor Epidemiológico do Município, Porto Franco já registrou 10 óbitos de munícipes, tendo 1006 casos confirmados desde o início da pandemia. Em Imperatriz, cidade polo de saúde da região, os números também apresentam crescimento. De acordo com o boletim divulgado ontem (11), pela Secretaria Municipal de Saúde, somente no mês de fevereiro foram identificados 147 novos casos e a taxa de ocupação das UTIs da rede estadual já ultrapassa 84%. Em todo o estado, os números já ultrapassam 8 mil casos ativos, o que sinaliza uma possível segunda onda.

A cidade de Porto Franco, durante muitos anos, foi referência no estado como realizadora de um dos melhores e mais organizados carnavais, recebendo foliões de todo o Brasil que movimentavam de forma significativa a economia local. Deoclides lamenta a situação e reforça que o momento atual é de cuidado e prevenção: “Somente quando tudo isso passar é que teremos o nosso tradicional carnaval de volta, além das demais festividades que sempre foram atrativos culturais em nossa gestão. O momento agora é de prevenção e de muito cuidado. Devemos seguir as recomendações do novo decreto e evitar aglomerações, para que possamos enfrentar juntos esse vírus”, disse.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...