MENU

10/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 10/02/2021 às 00h00min

Colheita de grãos é aberta no Tocantins; expectativa é de 6 milhões de toneladas

A estimativa é de aumento significativo da produção em virtude da ampliação da área plantada e das tecnologias adotadas

SECOM-TO
Solenidade de abertura da safra foi realizada em fazenda de Porto Nacional - SECOM-TO/Esequias Araújo
A colheita de grãos da safra 2020/2021 no Tocantins foi aberta oficialmente na segunda-feira, 8, pelo governador Mauro Carlesse (DEM) em evento realizado na fazenda Nossa Senhora do Carmo, em Porto Nacional. A estimativa ddo Estado é de um aumento significativo da produção, principalmente em virtude da ampliação da área plantada e das tecnologias adotadas. De acordo com o titular da Secretaria Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Jaime Café, a expectativa é de que sejam 6 milhões de toneladas de grãos, sendo 3,6 milhões de soja.

Consciência ambiental
Ao falar da boa expectativa, Jaime Café destacou a preocupação do produtor tocantinense com o meio ambiente. “Apesar do aumento gradativo da área plantada, estão sendo utilizadas áreas degradadas, que é o formato politicamente correto. O Tocantins também tem utilizado bastante o sistema de integração lavoura/pecuária, e isso faz com que o Estado não apareça nas estatísticas nacionais de desmatamento. Hoje, apesar do produtor ter direito de desmatar, ele tem consciência e faz isso somente com licença”, frisou o secretário. 

Governo está pronto para ajudar
Já o governador reforçou o protagonismo do agronegócio  na economia do Estado, citando que o crescimento da produção representa a vocação do Tocantins para o setor.  “Nessa pandemia, o agronegócio não parou. O Tocantins vem se destacando como um dos principais produtores de grãos e eu estou feliz em compartilhar esse momento. Esse governo é parceiro do agronegócio e está sempre pronto para ajudar, principalmente no aspecto da infraestrutura viária, com a manutenção das rodovias estaduais e apoiando os prefeitos na recuperação das vicinais para melhorar o escoamento da produção”, pontuou.

Autoafirmação
A abertura da colheita também contou com a presença do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, César Halum, que representou a ministra Teresa Cristina no evento. O tocantinense reforçou que o momento é de autoafirmação do agronegócio brasileiro e explicou que a demanda por alimentos no mundo é grande, principalmente os que são fontes de proteínas, e isso influencia diretamente os preços. “A saída é o aumento da produção e o Tocantins pode se destacar nesse aspecto”, ressaltou.

Presenças
O evento foi prestigiado pelo vice-governador Wanderlei Barbosa e contou com a presença do presidente do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE), Napoleão Sobrinho; do presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade; do superintendente federal da Agricultura no Tocantins, Rodrigo Guerra; além de deputados estaduais, prefeitos, secretários de Estado e representantes do Banco da Amazônia, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...